Alexandre Dinkelmann. Foto: divulgação.

A Totvs deu a largada de sua unidade de investimentos em startups, a Totvs Ventures, nesta terça-feira, 29, com um aporte de R$ 3,2 milhões para comprar 20% da uMov.me, plataforma de desenvolvimento de aplicativos móveis da gaúcha Trevisan.

Pelo acordo, a Totvs se compromete com investimentos em participações adicionais na uMov.me até 2017, com base no desempenho futuro.

Conforme Alexandre Trevisan, diretor presidente da Trevisan, a transação garante a evolução da plataforma de mobilidade no mercado brasileiro e no exterior, somando-se, nesta segunda linha, à outra recente investida da companhia porto-alegrense.

Há cerca de duas semanas, a Trevisan anunciou a migração do Umov.me dos servidores da Locaweb para a Amazon, alegando melhorias no atendimento à crescente base de clientes em países como México, Chile e Estados Unidos.

“Combinado a isso, também levaremos a oferta uMov.me aos canais Totvs, que compõem o maior canal de distribuição de software de gestão do Brasil”, acrescenta o executivo gaúcho.

A plataforma permite o desenvolvimento de aplicativmos móveis compatíveis com mais de 500 modelos de celulares, smartphones e tablets.

A carteira de clientes soma nomes como Stemac, fabricante de grupos geradores com matriz em Porto Alegre e 38 filiais pelo Brasil, que automatizou as atividades de suas equipes de campo com 165 tablets MXT equipados com o uMov.me.

Usuários do porte de Bradesco, Britânia, Danone, Red Bull, Salton e Azul Cargo incrementam a base.

“O investimento completa nossa oferta de mobilidade”, comenta Alexandre Dinkelmann, vice-presidente Executivo de Estratégia e Finanças da Totvs. “As soluções atualmente ofertadas continuarão, e estimularemos outras. Inicialmente, aplicativos de fluxos de aprovação, controle de entregas, inventário de estoque, pesquisas, para setores de varejo, distribuição, logística, serviços e manufatura”, completa.

COMPRADORA
Não por meio da divisão de investimentos, mas pela matriz Totvs mesmo, a companhia adquiriu na sexta-feira, 25, a W&D Participações, dona da PC Sistemas e PC Informática, por R$ 80 milhões, que poderão chegar a R$ 95 milhões dependendo do alcance de metas até 2015.

Especializada em software para os setores de distribuição, atacado e varejo, a corporação adquirida tem fatia de 34% no mercado brasileiro de seu segmento e encerrou 2012 com faturamento de R$ 52 milhões.

A ação fortalece a Totvs no momento em que busca enquadramento para aderir ao Novo Mercado da Bovespa, o que também incluiu mudanças em seu conselho administrativo, com a saída do fundador e presidente, Laércio

Cosentino, que seguirá no cargo de CEO, deixando o conselho presidido por Pedro Passos, co-presidente do Conselho da Natura.

Tudo somado às compras que já marcam o histórico da Totvs – em 2012 a empresa somava 45 operações de M&A, incluindo as transações com Microsiga, Logocenter, RM e Datasul, algumas das mais significativas.

Com mais de 24,2 mil clientes ativos em 23 países, a Totvs faturou R$ 359,8 milhões no terceiro trimestre de 2012, alta de 11,1% ano/ano, com lucro líquido de R$ 43 milhões, 8,6% a mais do que no mesmo período de 2011.