Helio Samora. Foto: divulgação.

A PTC, fornecedora de soluções PLM e em CAD/CAE/CAM, criou em parceria com a BSA um programa nacional que visa a redução de comercialização de softwares sem o devido licenciamento.

Segundo as companhias, o programa criado em dezembro promove a proteção da propriedade intelectual e uma concorrência justa e transparente, reduzindo a pirataria de software no país.

A iniciativa envolve ações de evangelização em detalhes técnicos de licenciamento e governança de ativos de software para minimizar ou eliminar qualquer risco para a empresa.

Conforme destaca Frank Caramuru, presidente da BSA no Brasil, a medida estimula a regularização das licenças existentes em seus domínios.

"As empresas devem ter um controle atualizado sobre seus ativos de software, garantindo a aquisição de licenças originais. Irregularidades podem custar às empresas até 3000 vezes o valor de cada software", explica.

De acordo com Helio Samora, diretor da PTC para a América Latina, o programa serve para alinhar desenvolvedores e clientes com as normas internacionais da indústria.

"Licenças originais garantem o acesso a tecnologia atualizada e permitem que as empresas possam estar sincronizadas com o estado da arte em soluções para a indústria de manufatura, além de obviamente auxiliar o desenvolvimento o econômico no país", observa Samora.

Criada em 1985 nos Estados Unidos e no Brasil há 18 anos, a PTC emprega cerca de seis mil profissionais no mundo todo, atendendo a mais de 55 mil clientes.