O MIT Sloan School of Management leva alunos para trabalharem em desafios de empresas reais. Foto: Divulgação.

As startups brasileiras C6 Bank e Gocase foram escolhidos para sediar projetos do Laboratório Global de Empreendedorismo (G-Lab) em colaboração com o MIT Sloan School of Management, fundador do programa internacional.

Desde o ano 2000, equipes do G-Lab têm trabalhado para resolver questões empresariais de mais de 375 companhias em mercados emergentes ao redor do mundo em áreas como crescimento estratégico, entrada em novos mercados, precificação, marketing, benchmarking, captação de recursos e estratégia financeira. 

No processo, os alunos do MBA ganham experiências reais em criar, desenvolver e administrar jovens empresas com infraestruturas diversas.

O trabalho externo dos alunos do MIT Sloan para o C6 Bank e a Gocase começou em setembro de 2018 e acabará em fevereiro de 2019. 

Os resultados das equipes incluirão uma apresentação formal e materiais com ferramentas consideradas de alto impacto que podem ser usados pelas empresas.

"Trabalhamos com empreendedores em toda a América Latina por quase 20 anos. Esses homens e mulheres são notavelmente resilientes e oferecem grandes perspectivas para o futuro. É um privilégio e uma grande lição para os nossos alunos encontrar formas de ajudá-los. Todos retornam aos Estados Unidos impressionados com a energia e a intensidade dos CEOs dessas empresas", conta Simon Johnson, professor do MIT Sloan, ex-economista-chefe do Fundo Monetário Internacional e co-fundador do G-Lab. 

Sediada em São Paulo, a C6 Bank, que recentemente recebeu licença do Banco Central para operar como um banco múltiplo, emprega atualmente 300 funcionários e tem como foco médias e pequenas empresas e pessoas físicas. 

Uma equipe internacional de quatro alunos do MBA do MIT Sloan auxiliará o C6 a definir um plano para a criação de um Robô-Advisor a partir de um produto viável mínimo (MVP). Eles estão trabalhando no escritório do C6 Bank em São Paulo durante todo o mês de janeiro.

Em breve, o C6 também oferecerá uma plataforma completa de serviços financeiros, incluindo serviços bancários tradicionais. Além disso, ainda neste ano, a startup planeja abrir um escritório em Nova York dedicado à análise de dados.

Lançada há três anos no Brasil, a Gocase em foco no desenvolvimento de acessórios personalizados para eletrônicos como smartphones e notebooks. A marca já comercializou produtos para mais de 130 países e possui escritórios em Fortaleza, Amsterdã e na China.

Uma equipe internacional de quatro alunos do MBA do MIT Sloan está trabalhando no Brasil e na Holanda durante o mês de janeiro, com o objetivo de desenvolver um plano de entrada para a Gocase no mercado dos Estados Unidos.