INDÚSTRIA 4.0

Blumenau é referência na Schneider Electric

29/06/2022 08:58

Unidade passou a ser considerada uma smart factory.

Indústria 4.0 é uma nova realidade. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Schneider Electric concluiu o processo de modernização da sua unidade em Blumenau, Santa Catarina, que passou a ser reconhecida como uma “smart factory” e é hoje a maior da multinacional francesa na América Latina.

Com a fábrica inteligente, a expectativa é de obter crescimento de 15% na eficiência e redução de 30% no consumo de recursos, como energia, água, gases e papel. 

“Como smart factory, nos caracterizamos por ter um chão de fábrica altamente digitalizado e conectado com a supervisão e gestão de maneira digital. Ou seja, nossos processos produtivos fluem com pouco ou zero papel, nossas operações continuamente coletam e compartilham dados por meio de máquinas, dispositivos e sistemas de produção”, afirma Eduardo Paiva, vice-presidente de Global Supply Chain da Schneider Electric para América do Sul. 

A unidade de Blumenau produz, atualmente, 9 mil unidades por ano – entre painéis de baixa (até 1 kV), média tensão (1.2 até 36 kV) e religadores. Para os próximos anos, a companhia espera aumentar essa variedade com produtos como o painel de média tensão SM AirSeT, produto que utiliza somente ar puro e vácuo, em vez de hexafluoreto de enxofre (SF6), gás de efeito estufa comumente usado no segmento. 

Até 2023, a capacidade produtiva terá um incremento de 30%. 

A fábrica de Blumenau foi fundada em 1976, pela empresa familiar Waltec Eletro Eletrônica Ltda. Em 2008 ela foi adquirida pela multinacional Areva, que por sua vez foi comprada pela Schneider em 2010.

Apesar de ser conhecida pela produção de equipamentos elétricos, a Schneider Electric tem também produtos voltados para as necessidades de digitalização de operações industriais, o que se chama no jargão de Indústria 4.0.

O principal é o EcoStruxure, uma plataforma desenvolvida pela empresa que reúne produtos conectáveis, controle e análise de dados por meio de softwares, uma solução da qual Blumenau é agora uma espécie de vitrine.

“Todas as unidades da Schneider – tanto fábricas quanto centros de distribuição – estão seguindo o caminho da transformação digital. Blumenau está servindo como exemplo em diversos projetos que estamos desenvolvendo ao redor do mundo”, afirma Paiva.

Veja também

INCENTIVO
EMBRAPII e BNDES: R$ 50 mi para TIC

Investimento vai para soluções digitais de agro, saúde, cidades inteligentes e indústria 4.0, além do 5G.

FUTURO
Região Sul lidera em inovação

RS, SC e PR estão na ponta. Veja os motivos.

INOVAÇÃO
Tecnologia faz Joinville crescer

PIB da cidade aumentou o dobro da média brasileira entre 2016 e 2019.

IA
Comgás: inteligência artificial com H2O.ai

Projeto é da Keyrus, integradora francesa com presença importante no Brasil.

INDÚSTRIA
Embraer cria centro de pesquisa educacional

ITA e Fapesp fazem parte do projeto para desenvolver aeronaves que não emitam poluentes.

PARA ONDE IR?
Empresas não sabem potencial do 5G

IDC aponta que conhecimento sobre o tema ainda está muito ligado à conectividade em devices e escritórios.