Hugo Barra e Amanda Rossberg, em outros tempos. Foto: reprodução.

Tamanho da fonte: -A+A

Hugo Barra, programador brasileiro que liderava o desenvolvimento Android no Google, anunciou a saída da gigante das buscas, rumo à China, onde trabalhará na fabricante de smarthones Xiaomi.

O anúncio foi feito esta semana pelo próprio Barra em seu perfil do Google+, segundo afirma o site AllthingsD. No entanto, os motivos da mudança podem ir além do lado financeiro, como alguns podem pensar.

Para o Valleywag, site de fofocas dedicado ao mercado de tecnologia, o brasileiro pode ter saído em função de uma traição amorosa de Amanda Rossberg, gerente de marketing do Google Glass.

Conforme o site, a dor de cotovelo vai além do término. Rossberg teria trocado Barra por ninguém menos que o co-fundador do Google, Sergey Brin.

E as complicações não param por aí. Segundo o Valleywag, a relação de Brin com Rossberg vem desde o início do ano, quando os dois se tornaram as figuras principais na divulgação do Google Glass, viajando o mundo para mostrar o novo aparelho.

O caso de Brin com Rossberg foi, inclusive, o estopim para o término do casamento de seis anos entre o co-fundador do Google e Anne Wojcicki, fundadora do site 23andme, segundo disparou Kara Swisher, do AllThingsD.

"Brin se envolveu romanticamente com outra funcionária do Google, segundo nossas fontes. Isso fica mais complicado pelo fato que esta empregada também se envolveu com outro Googler", afirmou a analista.

O "outro Googler" no caso seria Barra, que estava no Google há seis anos e rapidamente ganhava destaque no quadro da companhia, encabeçando as ações do Android, com paineis na conferência Google I/O, e anúncios de produtos Android como o tablet Nexus 7.