Cosanpa vai de Elipse. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) adotou a solução E3, da gaúcha Elipse, para otimizar o sistema de tratamento e abastecimento de água na cidade de Marabá.

Com a troca de sistema, a companhia ampliou o seu potencial de produção de água de 1870 m³ por hora para até 3000 m³/h, atendendo a população do município, que é atualmente de 250 mil habitantes.

A implantação ficou por conta da Seabra Automação Industrial, parceira da Elipse na região norte. Foram adquiridas quatro licenças para o software, que rodam baseada em Windows 7.

Segundo destaca a Elipse, com o E3, a Cosanpa somou novos recursos na operação e acompanhamento do abastecimento.

Nele, o usuário/operador é capaz de navegar nas telas da aplicação dispensando o uso de botões para ver a situação de captação, decantadores, filtros, casa de química, casa de cloração, casa dos compressores e estação elevatória de água tratada.

De acordo com a desenvolvedora do software, o projeto foi idealizado para facilitar e tornar mais ágeis as operações, aumentando a produtividade e segurança.

Além disso, o software adicionou funcionalidades de operação e supervisão remota, com emissão e impressão de relatórios, assim como controle de alarmes, históricos, eventos e gráficos de tendências.

O contrato com a Cosenpa se soma a outros da Elipse em empresas de abastecimento e saneamento nas regiões norte e nordeste.

Este ano, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), do Ceará, adotou o E3 para gerenciar remotamente o abastecimento de água na região metropolitana de Fortaleza.

Com a solução, a Cogerh praticamente eliminou o uso de celulares para informar a sua equipe de manutenção sobre a situação do sistema de abastecimento de água dos distritos industriais de Maracanaú e Pacajús, na capital cearense.

A Elipse Software, com sede em Porto Alegre, é uma empresa de atuação nacional, com filiais em São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Estados Unidos e Taiwan.