"Essa pode ser uma fusão desse tamanho". Foto: Flickr Dell.

A VMware pode comprar a Dell, através de um procedimento chamado “fusão reversa”, ajudando assim a sua dona a pagar dívidas.

O negócio é uma das opções sendo estudada dentro da Dell, revela a rede de TV americana CNBC.

A Dell tem 80% das ações da VMware, adquiridas por tabela quando da compra da EMC em setembro de 2015 por US$ 67 bilhões, a maior aquisição da história do setor de tecnologia.

Com o negócio, a Dell evitaria o trabalho de abrir novamente ações na bolsa, uma vez que a VMware segue listada na Nasdaq.

Michael Dell e o fundo Silver Lake, que bancaram o fechamento do capital e a compra da Dell, receberiam ações da nova companhia formada pela fusão com a VMware, podendo assim pagar as dívidas geradas nos últimos anos.

De acordo com dados da Bloomberg, a dívida da Dell chega a US$ 46 bilhões, US$ 3 bilhões deles através de títulos com vencimento em 2018 e outros US$ 4,35 bilhões para 2019.

O problema da dívida se tornou maior depois de uma reforma tributária do governo Trump tornou mais complicado deduzir os pagamentos de juros dos impostos devidos pela empresa.

A Dell parece estar soltando uma série de balões de ensaio sobre o seu futuro.

Recentemente, fontes disseram à Bloomberg, que a empresa estaria estudando diferentes planos, incluindo um IPO total ou apenas da Pivotal, empresa de tecnologias cloud.

Uma fusão entre Dell e VMware provavelmente superaria em valor a compra da EMC pela Dell.

Por outro lado, a concretização do IPO da Dell, da maneira que seja, significará uma mudança de rumos que Michael Dell vai passar trabalho para explicar.

Desde a saída da Bolsa, em 2013, Dell esteve vendendo as vantagens de ter o capital fechado frente a competidores como a HPE, que precisam constantemente se explicar para investidores.

Mais complicado ainda é o significado de uma VMware totalmente controlada pela Dell.

Grande parte do valor futuro da empresa está na sua estratégia de assumir uma posição de centralidade na área de nuvem híbrida e data center definida por software.

A VMware tem se posicionado como a tecnologia que pode integrar nuvens privadas, públicas e tecnologia on premise de diferentes fornecedores através da virtualização das diferentes redes.

Esse posicionamento só pode ser bem sucedido pelo trabalho em conjunto com uma série de players como IBM, Lenovo, HPE, Amazon e outros, todos concorrentes da Dell.

O momento de transição da virtualização de servidores para redes tem sido complicado para a VMware, cujas vendas cresceram 6,5% em 2016, depois de seis anos consecutivos sempre acima de dois dígitos.

Se o mundo de tecnologia acreditar que a VMware está próxima demais da Dell, problemas podem surgir.