A Oi quer ampliar sua presença em diversos estados do Brasil. Foto: Divulgação.

A Oi quer ampliar sua presença em diversos estados do Brasil com a busca de parceiros de negócios em 109 cidades para a venda de serviços de telecomunicações com foco em pequenas e médias empresas. 

Os franqueados da Oi receberem suporte da equipe da Oi e tem à disposição programas de treinamento. A empresa oferece mais de 70 cursos uma plataforma online que abrange áreas de conhecimento que variam de acordo com o perfil do treinando (empresário franqueado, supervisor, vendedor).  

Franqueados e colaboradores passam por avaliações periódicas e o franqueado é bonificado de acordo com o desempenho da sua empresa e do seu time.

A Oi oferece portfólio de serviços de telecom que contemplam telefonia móvel, banda larga e telefonia fixa. A companhia conta com a plataforma Oi Mais Empresas, que oferece portfólio de serviços simplificado unido a um aplicativo de atendimento digital. Nele o cliente pode solicitar informações, serviços e reparos sem precisar ligar para o SAC da companhia.

No Alagoas, a busca é centrada na cidade de Maceió, enquanto no Amapá o único foco é Macapá.

Outros estados com apenas uma cidade incluída na expansão da Oi são Espírito Santo (Serra), Mato Grosso do Sul (Três Lagoas), Mato Grosso (Rondonópolis), Pará (Belém), Ceará (Juazeiro do Norte), Sergipe (Aracaju), Tocantins (Palmas) e Paraíba (João Pessoa). Brasília também está na lista.

Na Bahia, a busca por franquias inclui Feira de Santana, Salvador e Vitória da Conquista.

Em Goiás, a empresa tem interesse em Anápolis, Aparecida de Goiânia, Goiânia e Rio Verde. Já no Maranhão estão incluídas Imperatriz e São Luís.

A Oi quer novas operações em duas cidades de Minas Gerais: Belo Horizonte e Pouso Alegre. Em Pernambuco, são duas cidades: Petrolina e Recife.

No Paraná, o foco são as cidades de Colombo, Curitiba, Pato Branco, Pinhais e Ponta Grossa.

A empresa busca parceiros também em cidades de Rio de Janeiro. São elas: Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Macaé, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Petrópolis, Rio De Janeiro e Teresópolis.

No Rio Grande do Sul, a empresa cita Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Gramado, Ijuí, Osório, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Cruz Do Sul, Santa Rosa, Santo  ngelo, e Uruguaiana.

Já em Santa Catarina a busca foca Balneário Camboriú, Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, São Bento Do Sul e Tubarão.

O estado com mais cidades na mira da Oi é São Paulo, com as cidades de Americana, Araçatuba, Araraquara, Assis, Barueri, Bauru, Campinas, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Franca, Guarujá, Guarulhos, Ibitinga, Indaiatuba, Jaboticabal, Jundiaí, Limeira, Marília, Matão, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Piracicaba, Praia Grande, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santana de Parnaíba, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, São Vicente, Sorocaba, Sumaré, Suzano, Taubaté, Botucatu, Monte Mor, Ourinhos, Sertãozinho, Amparo, Mogi Guaçu e São João da Boa Vista.