CARAS

Gol terá embarque biométrico no Rio

30/05/2019 05:15

Tecnologia usada é da startup paulista FullFace Biometric Solutions.

Paulo Palaia, diretor de TI da GOL e da GOLlabs. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Gol começou a oferecer o serviço de embarque por biometria facial no país, inicialmente como um piloto em um portão no aeroporto Galeão, no Rio de Janeiro.

A empresa é a primeira aérea brasileira a fazer o check in por reconhecimento facial. A tecnologia usada é a da startup paulista FullFace Biometric Solutions.

O projeto foi desenvolvido por especialistas do GOLlabs, laboratório de inovação da companhia.

Com o novo serviço, não será necessário ter em mãos o cartão de embarque em papel ou smartphone para acessar a aeronave. 

O cliente precisará, apenas, posicionar-se em frente ao totem de reconhecimento facial, localizado ao lado do portão de embarque e, com uma foto, será feita a verificação de segurança com os dados da viagem e liberada a entrada no avião.

Para garantir o reconhecimento biométrico individual é necessário, antes da viagem, a realização de um cadastro prévio pelo aplicativo.

O reconhecimento facial é um desdobramento do Selfie Check-in, que registrou mais de um milhão de check-ins em um ano.

"Esse novo serviço vai automatizar o processo de embarque, garantindo agilidade e aprimorando a experiência dos Clientes que viajam com a GOL. Ficamos orgulhosos em ser pioneiros na criação desse serviço no Brasil", diz Paulo Palaia, diretor de TI da GOL e da GOLlabs.

O GOLlabs foi criado no ano passado é a "startup interna" da Gol. A ideia é desenvolver projetos de maneira ágil dentro do GOLlabs, para que, uma vez validados, eles passem para o suporte da TI da companhia.

A nova empresa está instalada em um prédio separado na sede da GOL, localizada dentro do aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

A FullFace Biometric Solutions é uma startup quente no mercado de biometria facial brasileiro, que está em alta, com diversos projetos entrando em funcionamento. Um setor que está aderindo em peso é o de bancos e fintechs, como uma forma de aumentar a segurança e digitalizar a operação.

No ano passado, a companhia recebeu um investimento do Fundo Primatec, que aplicou R$ 5 milhões na empresa. Em 2016, ela entrou na lista das cinco Cool Vendors do Gartner, que aponta startups promissoras.

A FullFace integra a Incubadora de Empresas de Base Tecnológica USP/Ipen - Cietec. Em seu site, a empresa lista alguns clientes de peso como C6Bank, Vivo, Sem Parar, Accenture.

Veja também

BIOMETRIA
Banco PAN usa reconhecimento facial

Tecnologia está se disseminando no setor financeiro do país.

SEGURANÇA
Itaú adota reconhecimento facial

Banco faz segredo de quem é o fornecedor, mas a reportagem tem um bom chute.

IA
SulAmérica usa biometria facial em aplicativo

O recurso conta com o uso da plataforma de inteligência artificial da Microsoft.

SAÚDE
Paraná Clínicas adota biometria facial

O projeto foi idealizado pela equipe de TI e construído em parceria com a MPS Informática.

AEROPORTO
Uruguai tem embarque biométrico

O país é pioneiro na América do Sul na aplicação do sistema.

STARTUP
FullFace recebe aporte de R$ 5 milhões

A empresa paulista é a sexta a receber um investimento do fundo Primatec.

FACES
SPC usa biometria da Acesso Digital

O SPC vai oferecer a tecnologia para os seus clientes com o nome SPC Reconhecimento Facial.