É o fim para ele. Foto: flickr.com/coletivomambembe

O Orkut, uma das mais famosas redes sociais no Brasil, chegará ao seu fim. O Google anunciou o encerramento das operações da rede social no próximo dia 30 de setembro de 2014.

Segundo matéria da Folha de S.Paulo, o Orkut já não está mais aceitando novos perfis e usuários antigos estão sendo convidados a exportar seus dados para o Google+, rede social criada em 2011, mas com pouca utilização. No entanto, não criemos pânico, os usuários terão até 2016 para exportar seus dados.

O Google justifica o fim da rede social com o sucesso de outras plataformas como YouTube, Blogger e Google+. A ideia é concentrar energias e recursos nestes produtos e não mais no Orkut.

Além disso, nem mesmo o endereço Orku.com deverá ser mantido, visto que o engenheiro turco, criador da rede, deixou o Google em fevereiro desse ano.

No entanto, as comunidades terão tratamento diferenciado. Parte delas não serão apagadas, ficando como uma espécie de museu do serviço, segundo o comunicado da empresa.

"O Orkut pode estar indo embora, mas todas as incríveis comunidades criadas pelos usuários vão ficar. Um arquivo com todas as comunidades públicas ficará disponível online a partir de 30 de setembro de 2014."

E de fatom muitas delas ainda vivem. Até a publicação dessa matéria, era possível encontrar na comunidade Cartola FC, com 33 mil membros, discussões publicadas a "segundos atrás".

Outra como GTA Brasil, com 153 mil membros, tem discussões calorosas postadas nas últimas 24 horas. Uma terceira, com 33 mil membros, denominada Google OS Android, segue com threads criadas a menos de 3 horas.

Em relação a perfis e comunidades suspeitos de envolvimento em crimes, como pornografia infantil, os dados de casos com investigação em curso serão preservados também até o final do ano.

Por fim, o comunicado afirma que foram 10 anos inesquecíveis.

"Pedimos desculpas para aqueles que ainda utilizam o Orkut regularmente. Esperamos que vocês encontrem outras comunidades online para alimentar novas conversas e construir ainda mais conexões, na próxima década e muito além", finaliza.

 

SUCESSO

No Brasil, o Orkut foi a primeira e maior rede social do país. Criada em janeiro de 2004, a rede chegou a 40 milhões de usuários no país. Foram comunidades, scraps e muitos depoimentos que consolidaram a plataforma como uma das maiores no mundo.

Mas o sucesso teve data de validade, e sua diáspora passou a ocorrer em meados de 2011 com a chegada e a consolidação do Facebook.

Em setembro de 2011 o Facebook superou o Orkut com 750 milhões de usuários. Além disso, o mês marcou a superação de visitantes únicos, ultrapassando os 29 milhões de acesso.

Daí para dezembro de 2011 foi só declínio. O Facebook alcançou 36.1 milhões de usuários (unique visitors) no Brasil e deixou para trás o Orkut, que possui 34.4 milhões.

Para concorrer com a gigante de Zuckerberg e abocanhanhar o número de usuários perdidos na "diáspora facebokiana", o Google criou e lançou uma nova rede social, em junho de 2011: o Google+.

A novidade, que até hoje não decolou, já anunciava a possível descontinuação do antigo Orkut. Segundo dados divulgados em 2013, o Google + conta com  100 milhões de usuários ativos mensalmente.

No entanto, alguns sites criaram teorias acerca disso. Eles lembram uma importante mudança que ocorreu anteriormente, relacionado ao bate-papo por vídeo do Gmail, que passou a ser feito por meio do Google Hangout. Devido a essa mudança, usuários do Gmail ou Google Talk que fazem chamadas em vídeo devem obrigatoriamente usar o Google+. 

 

IMPIEDOSO EM DESCONTINUAR PLATAFORMAS

O Google é conhecido também pela sua impiedade em descontinuar plataformas que, um dia deram certo, - também são mestres em criar ferramentas sem funcionalidades, visto o falecido Google Wave.

Uma das maiores e mais sentidas descontinuações foi o Google Reader, anunciada em abril de 2013. Lançado em 2005, a ferramenta servia para organizar e fazer a leitura de RSS.

Na época, a gigante também anunciou o fim de outras aplicações, como GUI Builder, widgets para AppsScript, CalDAV API, Google Building Maker, Google Cloud Connect, Google Voice App para Blackberry,  Search API for Shopping, Snapseed Desktop para Macintosh e Windows.

O fechamento das aplicações de leitura de feeds RSS faz parte do plano da empresa em limpar alguns de seus serviços, alguns pouco usados e outros já ultrapassados.