Hernan Kazah, cofundador da Kaszek Ventures. Foto: Divulgação.

A Kaszek Ventures, empresa de investimentos, acaba de arrecadar US$ 600 milhões para dois novos fundos focados na América Latina. Com a nova captação, o capital total sob administração da Kaszek chega a aproximadamente US$ 1 bilhão.

Hoje, o ecossistema de startups na América Latina conta com diversas empresas investidas pela Kaszek, como Gympass, Konfio, Nubank e Loggi.

O primeiro fundo da empresa de investimento dedicada à região foi de US$ 95 milhões. Um dos primeiros aportes da organização, feito no Nubank, mostrou o potencial de retorno do mercado latino-americano. O Kaszek foi um dos primeiros a aplicar capital na empresa (ao lado da Sequoia Capital), perto de sua fundação.

Hoje, o Nubank acumula US$ 820 milhões levantados em sete rodadas de investimento.

Agora, a Kaszek aumenta seu poder de fogo com o fechamento de um fundo principal de US$ 375 milhões e de seu primeiro "fundo de oportunidades", um veículo de investimento de US$ 225 milhões que permitirá à empresa manter sua participação em empresas de estágio posterior.

Segundo o TechCrunch, Hernan Kazah, um dos fundadores da Kaszek, espera que a empresa invista em aproximadamente 25 e 30 novas empresas.

O novo fundo surge em um momento em que o mercado de venture capital na América Latina está em aquecimento. Um marco dessa nova fase foi a chegada do Vision Fund, dos japoneses da Softbank, com projeção de aplicar US$ 5 bilhões na região nos próximos cinco anos.

O valor sozinho representa mais do que todos aportes de venture capital feitos por investidores na região em 2017 e 2018 somados, segundo um levantamento da consultoria Venturesource publicado pelo The Wall Street Journal.

De acordo com o Softbank, o fundo será focado em startups de tecnologia financeira, e-commerce, saúde, mobilidade e seguros.