O Fundo Inovação Paulista iniciará ainda neste ano a fase de captação de empresas para investimentos. A previsão é de um patrimônio de até R$ 100 milhões.

A iniciativa, que faz parte do Programa São Paulo Inova, foi lançada pela Desenvolve SP (Agência de Desenvolvimento Paulista), em parceria com Fapesp, Finep, Sebrae-SP e Corporación Andina de Fomento (CAF).

O objetivo é aplicar em pequenas e médias empresas e startups de base tecnológica. Segundo o presidente da Desenvolve SP, Milton Luiz de Melo Santos, os investimentos serão feitos preferencialmente em instituições com faturamento de até 3,6 milhões. 

“Serão selecionadas de 12 a 15 pequenas e médias empresas para investimento, com atuação em áreas como tecnologia da informação (TI), nanotecnologia, fotônica e ciências da vida. Nosso objetivo é dar condições para que elas transformem suas ideias em produtos inovadores e cresçam, contribuindo para o desenvolvimento do Estado”, conta Santos.

Por meio de edital, Ícone Investimentos e SP Ventures foram selecionadas para realizar a gestão da carteira e para a captação de projetos. 

“O fundo vai comprar participação minoritária nas empresas. A primeira fase, a de investimento, deverá durar cerca de 4 anos. Depois vem a fase de desinvestimento, onde saímos do negócio e deixamos as empresas caminharem sozinhas”, explica Francisco Jardim, sócio da SP Ventures.