PÓS-GRADUAÇÃO

CNPq oferece bolsas na Suécia com a SAAB

31/03/2015 16:48

O CNPq oferece 15 bolsas na Suécia em parceria com a SAAB. Foto: chaoss/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

Até o dia 15 de maio estarão abertas as inscrições para a chamada CNPq/CISB/SAAB 42/2014, que oferece 15 bolsas de estudos, sendo dez para pós-doutorado e cinco para doutorado sanduíche em universidades na Suécia. A chamada é focada na área de Aeronáutica e inclui a área de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Esse é quarto edital lançado com esta finalidade pelo CNPq em parceria com o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) e a SAAB - empresa sueca de tecnologia voltada para os segmentos de defesa e segurança. 

Além de ter a chance de desenvolver seus projetos em universidades da Suécia, os pesquisadores contemplados com a bolsa poderão realizar estágios ou participar de projetos de pesquisa na SAAB. 

As chamadas CNPq/CISB/SAAB já possibilitaram a ida de 25 pesquisadores para a Suécia. 

"Na última edição, tivemos 108 inscrições, o que representa um crescimento de 350% em relação à anterior. Nossa meta é dar continuidade ao programa e focar nas áreas de maior interesse para o CISB, a SAAB e dos nossos parceiros, no Brasil e na Suécia", conta Alessandra Holmo, managing director do CISB. 

Os interessados devem se inscrever na plataforma Carlos Chagas até o dia 15 de maio. Antes, é recomendado o acesso à plataforma colaborativa do CISB até 8 de maio, para conhecer e interagir com os grupos de pesquisas acadêmicos da Suécia e com os pesquisadores da SAAB para enriquecer a proposta de projeto.

 

Veja também

INICIAÇÃO CIENTÍFICA
Fapergs escapa dos cortes no RS

A Fapergs vai investir R$ 9,6 milhões em pelo menos 1,9 mil estudantes de graduação.

CENTRO DE INOVAÇÃO
ThoughtWorks quer projetos de software

Projetos serão desenvolvidos ao longo de quatro meses na Aceleradora Ágil. 

EDUCAÇÃO
Ftec: curso de idiomas com Rosetta Stone

O contrato é para concessão inicial de 2,5 mil licenças.

GOVERNO
Finep tem novo presidente

O cientista político Luís Manuel Rebelo Fernandes foi nomeado nesta quarta-feira, 11.