Dagoberto Freitas, gerente geral da Chip PC no Brasil. Foto: Divulgação.

A companhia israelense Chip PC, fabricante de thin clients e de soluções para VDI (Virtual Desktop Infrastructure) abriu sua operação no Brasil. Dagoberto Freitas foi contratado como gerente geral da empresa no país. 

Antes de assumir a companhia, Freitas atuou como country manager da NComputing. O executivo também passou por empresas como Fico e Radvision.

Para ganhar capilaridade no mercado brasileiro, a companhia está buscando distribuidores e integradores com perfil voltado a projetos de virtualização e para ambientes de VDI.

“Hoje temos a meta de contar com dois distribuidores e cerca de 50 revendas ativas por mês”, determina Freitas. 

A Chip PC está trazendo ao Brasil todo o portfólio de equipamentos thin clients, zero clients, smart clients, software de gerenciamento e soluções para VDI. Segundo a empresa, a maior aposta é o modelo de thin client LXD-2. 

O equipamento suporta ambientes VMWare, Citrix e Microsoft, inclusive simultaneamente, o que permite ao usuário realizar trocas de ambientes com um único hardware. O modelo vem com processador quad – core (quatro núcleos) e com o software de gerenciamento Xcalibur Global Management.

O novo thin client LXD-2 apresenta baixo consumo de energia (em funcionamento até 6 watts). De acordo com a empresa, o consumo é 70% menor que o de desktops convencionais. O preço sugerido para venda ao usuário final no Brasil fica em torno de R$ 1,5 mil.

A companhia antecipa que possui planos de fabricação ou montagem local dos equipamentos, com objetivo de se beneficiar da MP do Bem com incentivos fiscais, reduzindo os custos de importação e logística dos equipamentos. 

“Para uma parceria de montagem, existe uma exigência de pelo menos 1 mil peças. O plano é conseguir estabelecer um acordo desse tipo em um período de 9 meses ou 1 ano”, relata Freitas.

Segundo ele, a empresa planeja expandir a operação para América Latina, com foco em países como Argentina, Colômbia, Chile e Peru. 

“O Brasil será nosso hub principal na América Latina. Temos planos de expandir na região com presença local e também por meio de parceiros de negócios e canais de venda”, afirma o executivo.

As principais verticais que a empresa espera atender são as de contact center, finanças, saúde, educação, varejo, telecomunicações e governo.

Para as operações no Brasil, a empresa contratou, além de Freitas, o engenheiro sênior Carlos Henrique Tibo Narciso, quem dará maior ênfase à área técnica. 

Engenheiro eletrônico e com mestrado em sistemas computacionais embarcados pela UNICAMP, o executivo fez parte da equipe de desenvolvimento do primeiro thin cliente brasileiro.

Nos últimos anos, Narciso também atuou na NComputing ao lado de Freitas. Antes, passou por empresas como Connec S/A e Motorola. 

Com sede em Israel, a Chip PC foi fundada em 1999 e está presente no Reino Unido, Alemanha, Holanda, Benelux, França, América do Norte, Austrália, Russia e Brasil. Entre os milhares de clientes atendidos pela companhia estão Walmart, Fedex, BNP Paribas e Epson.