Urnas passando por atualização. Foto: flickr.com/photos/@N06

As urnas eletrônicas, conhecidas dos eleitores brasileiros desde 1996, vão passar por modernização, conforme atesta o presidente do colégio de presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), Marco Villas Boas, em matéria da Agência Brasil.

Por conta deste processo, as urnas não poderão ser emprestadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até julho de 2013.

Sem dar maiores informações sobre as mudanças que serão empregadas ou o valor que será gasto, Villas Boas afirmou que a atualização ocorrerá até meados de 2013 e garantirá "o reaproveitamento dos equipamentos, antes condenados pela modernização dos sistemas".

A última atualização de sistema nas urnas eletrônicas ocorreu em 2010, com a aquisição de novos modelos de urnas, fabricadas pela Diebold, em um investimento de R$ 143 milhões.

Segundo o presidente, a atualização e expansão do sistema de reconhecimento biométrico será uma das melhorias implantadas.

Para as eleições de 2012, cerca de 500 mil urnas eletrônicas estarão em funcionamento, para atender mais de 138,5 milhões de eleitores. Pelo sistema de biometria, cerca de 7,7 milhões de eleitores serão beneficiados.