Negócios da CCR vão, hoje, além da concessão de rodovias. Foto: Jaroslav Pachysr/Shutterstock,com

O Grupo CCR está promovendo a atualização tecnológica da sua ferramenta de planejamento integrado baseada em Business Intelligence. O SAP BPC (Business Planning and Consolidation) está sendo implementado pela Sonda IT e deve começar a rodar em outubro de 2015.

Com um valor de mercado superior a R$ 20 bilhões, a CCR prevê em seu planejamento estratégico o crescimento do Grupo, buscando a diversificação de seu portfólio e a atuação em novos negócios. 

Com esta visão, a CCR atinge uma configuração de negócios que hoje vai além da concessão de rodovias. 

Seguindo esta estratégia, os projetos da CCR estão ligados também à mobilidade urbana, abrangendo aeroportos, metrôs e barcas, e empresas de serviços. 

O modelo de negócios atual exigiu da empresa uma ferramenta mais performática para suportar a complexidade dos planejamentos orçamentários.

“A elaboração de nossos planos são complexos, compostos por longos períodos que abrangem o tempo da concessão, podendo chegar até 35 anos. Então, ter uma ferramenta na qual a tecnologia é mais performática é um grande diferencial para a CCR”, explica o gestor de projetos da companhia, Luiz Casarri.

Ao todo, o SAP BPC vai operar em três tipos de planejamentos orçamentários: o quinquenal, que mostra os próximos cinco anos; o de longo prazo, que abrange a vida útil de cada concessão e, por fim, o de tendência, que é atualizado todo mês com a visão dos próximos três anos.

A tecnologia está sendo implementada on Hana, modalidade em que os dados ficam armazenados em memória, diferente da implementação convencional, na qual os dados estão disponíveis em disco. 

Em 2013, o Grupo CCR atingiu uma receita operacional bruta de R$ 6,5 milhões.

A CCR foi criada em 1998 a partir da unificação de ações detidas por grandes grupos nacionais. A companhia abriu seu capital em 2000 e realizou emissão primária de ações em 2002.