Para Sérgio Bernardes Carvalho, presidente do Sindicato dos Microempresários do Rio Grande do Sul (Sindimicro) as medidas anunciadas pelo presidente Lula não solucionam o problema dos micro-empresários. As medidas anunciadas (redução dos tributos para 1,5% para empresas com faturamento bruto inferior a R$ 36 mil por ano), foram classificadas como positivas por Bernardes, mas ineficientes para solucionar o problema dos micro. O Sindicato defende o aumento do limite de faturamento que define o status de pequena empresa, estacionado há sete anos em R$120 mil.