Tamanho da fonte: -A+A

A 3G Americas, associação setorial que representa a família GSM de tecnologias, revela nesta segunda-feira, 09, que a tecnologia GSM-HSPA agregou mais de 100 milhões de novas assinaturas pelo terceiro ano consecutivo nas Américas. No fim de dezembro, foram 525 milhões de assinaturas na América do Norte, América Latina e no Caribe, passando o marco de meio bilhão de assinaturas em outubro de 2008. Com isso, a tecnologia eleva a sua participação de mercado na região para 70%, de acordo com a Informa Telecoms & Media.

No final de 2008, o número de assinaturas sem fio 3G UMTS-HSPA atingiu cerca de 25 milhões nas Américas, mais que o dobro das 9 milhões de assinaturas registradas ao final de 2007. Hoje, 48 redes comerciais UMTS-HSPA estão em operação no Ocidente e outras redes estão passando por ampliações e atualizações para versões avançadas da tecnologia HSPA, oferecendo taxas de transferência máximas e teóricas com ela de até 7,2 Mbps.

“O sucesso da GSM nas Américas desde dezembro de 1998, quando registrou as primeiras 3 milhões de assinaturas, é um fenômeno comparado com as 525 milhões de conexões registradas no fim de 2008,” disse Chris Pearson, Presidente da 3G Americas.

No mundo inteiro, a GSM representa 3,5 bilhões de, aproximadamente, 4 bilhões de assinaturas móveis, o que equivale a 89% do mercado (dezembro, 2008).  Com 278 redes UMTS-HSPA operando em 121 países, 290 milhões de assinaturas UMTS-HSPA foram registradas no fim de 2008, comparadas com 186 milhões no fim do ano anterior – mais de 100 milhões de novas conexões 3G.  As assinaturas UMTS-HSPA devem mais que dobrar em 2009, de acordo com as previsões da Informa, e atingir 455 milhões de conexões até o fim do ano.

A Informa Telecoms & Media registrou 4,7 milhões de conexões UMTS-HSDPA na América Latina e no Caribe no fim de 2008, um aumento significante comprado com apenas 65 mil conexões no final de 2007.