Tamanho da fonte: -A+A

Com seu módulo de NF-e voltado a software houses, a G2KA Sistemas, de Blumenau, quer faturar pelo menos R$ 1 milhão em 2009.

Fundada em agosto de 2007, a empresa sediada no Parque Tecnológico do Instituto Gene vai focar exclusivamente em um software destinado à emissão de notas fiscais eletrônicas que pode integrar-se com qualquer sistema ERP.

Segundo Maicon Klug, diretor Comercial da G2KA, as companhias desenvolvedoras de software estão sempre com projetos em andamento, e a maior dificuldade que encontram é a falta de recursos para o desenvolvimento de soluções que fogem de sua área de atuação.

"Nossa proposta é colaborar com as software houses, abstraindo delas toda a regra de negócio e tecnologias necessárias para o desenvolvimento da NF-e. Assim, não precisam atrasar seus atuais projetos e podem oferecer aos clientes uma solução segura e eficaz, totalmente incorporada ao seu ERP", conclui Klug.

Para auxiliar os desenvolvedores de sistemas nessa demanda, a G2KA concede a seus parceiros a distribuição do G2KA NF-e como parte integrante do ERP, permitindo que eles atendam aos clientes com uma solução completa de ERP e NF-e.

"A G2KA não está oferecendo um componente, nem uma dll e também não é somente um sistema. O que estamos oferecendo a nossos clientes e parceiros é uma solução completa para a emissão de NF-e", elogia.

Para alcançar cerca de 400 clientes em 2009, a G2KA Sistemas está preparando novos produtos. O primeiro a ser disponibilizado ao mercado será o módulo de recepção de notas eletrônicas, que permitirá ao cliente receber os arquivos XML das NF-e emitidas pelos seus fornecedores e importar suas informações diretamente para a base de dados, sem a necessidade de digitação.

Em seguida, será lançado também o Conhecimento de Transporte Eletrônico, destinado às empresas de transporte e cargas. A solução também contemplará o envio e recepção dos arquivos XML do CT-e.

"Possuímos também uma linha de pesquisa que concentra suas atividades no desenvolvimento de ferramentas para dispositivos móveis e sistemas para a área de auditoria fiscal e tributária", finaliza Klug.