Tamanho da fonte: -A+A

A G2KA Sistemas, de Blumenau, em parceria com a gaúcha DoriaOnline, acaba de lançar uma solução de gestão de novo processo de Conhecimentos de Transportes Eletrônicos, o G2KA CT-e.

Com a novidade, a empresa projeta um aumento de 87% em suas receitas.

A partir de 2010, a emissão do CT-e será obrigatória para todas as transportadoras de cargas. A Receita Federal permite que as empresas comecem a emitir CT-e por iniciativa própria , desde o início de março.

“Diante do novo cenário que se molda, é de suma importância que as empresas de transporte adequem seus processos conforme o novo regime imposto pelo governo. Assim, as transportadoras ganham tempo perante sua concorrência para as tomadas de decisões junto a seus clientes”, comenta Jonathan William Estevam, diretor da G2KA.

Além de proceder com os requisitos fiscais do processo, a solução permite a integração com qualquer sistema de TMS e utiliza recursos como webservices, SOA, certificação digital e criptografia. 

“O G2KA CT-e é um EDI integrado aos sistemas de gestão de transportes, e a comunicação entre os sistemas pode ser feita através da interpretação de arquivos de texto, via webservices ou banco de dados”, explica Maicon Klug, diretor comercial da G2KA.

Beta
Algumas empresas já estão em fase de testes no ambiente de homologação. O projeto conta com participação voluntária de 47 empresas de diferentes modalidades de transporte de todo o país, onde algumas afirmam já ter reduzido até 40% dos custos de papel e impressão.

Saiba mais

A emissão dos conhecimentos de transporte eletrônicos inicia quando o G2KA CT-e recebe, do sistema TMS, as informações do Conhecimento, converte os dados recebidos para um arquivo de formato XML e valida o seu layout.

A partir disso, é gerado um lote com os dados dos Conhecimentos de Transporte. Este lote é assinado com o certificado digital – garantia de validade – e enviado à Secretaria da Fazenda através de um webservice. Feito isso, o sistema efetua o controle do retorno dos CT-e ao TMS, faz a impressão do DACTE (Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico) e envia as informações ao destinatário.

O DACTE não é um conhecimento de transporte, nem o substitui, ele é apenas um instrumento auxiliar para consulta do CT-e.