A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, defendeu a regulamentação da profissão de analista de sistemas, durante participação na inauguração da nova sede do sindicato paulista Sindpd nesta sexta-feira, 22.

“Considero importantíssimo que a profissão, que é diferenciada e tem características específicas, deva ser regulamentada. O presidente determinou que fizéssemos um estudo específico para isso”, declarou Dilma, segundo o IDGNow.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também esteve no local e recebeu uma cópia do projeto de lei do Senado PLS 607/07, de autoria do senador Expedito Junior (PR-RO), que regulamenta o exercício da profissão de Analista de Sistemas.

“Precisamos de um Conselho Federal de Tecnologia da Informação, e sua criação deve ser uma prerrogativa do Executivo”, defendeu o presidente do Sindpd, Antônio Neto, ainda de acordo com o site paulista.

Projeto causou grande polêmica
O PLS 607/07 prevê que apenas poderão atuar como analista de sistemas possuidores de  diploma de nível superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Processamento de Dados, ou aqueles que, na data de entrada em vigor da lei, tenham exercido comprovadamente, por no mínimo 05 anos, a função de analista.

Para técnicos, a lei prevê obrigatoriedade de diploma de ensino médio ou equivalente, de curso Técnico de Informática ou de Programação de Computadores, ou exercício comprovado da função por pelo menos 04 anos.

Aprovado pela comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal em agosto, o PL foi tema de reportagem do Baguete Diário. Foi grande a discussão nos comentários. A matéria pode ser conferida pelo link relacionado abaixo.