O Instituto de Informática da UFRGS está agenciando sua participação na rede de universidades que vai definir o formato da TV digital no Brasil. A universidade já efetuou cadastramento junto à Finep e está propondo o desenvolvimento de um codificador de imagens para o sistema. No total, 79 universidades e institutos de pesquisa (P&D) selecionados em todo o país já estão envolvidos nos trabalhos, que buscam definir um padrão de TV digital compatível com o mercado brasileiro. O governo federal tem pressa: vai liberar R$40 milhões de verbas para as entidades participantes, que devem entregar uma resposta em até 10 meses.