Tamanho da fonte: -A+A

A gaúcha Expandis assinou recentemente um contrato para ser a distribuidora no Rio Grande do Sul da paulista Tecnoworld, fornecedora de thin clients, notebooks, digital set top boxes e placas em geral que fechou o ano passado com faturamento de R$ 50 milhões.

O foco principal da Expandis será a tecnologia de thin clients. Embora popular no Brasil – a Tecnoworld vendeu 40 mil unidades no ano passado, seis mil deles só para a prefeitura de São Paulo – ainda engatinha no Rio Grande do Sul.

“É uma solução perfeita em termos de segurança, economia e disponibilidade”, comenta o gerente de Distribuição da Tecnoworld, Dimarcos Silva, destacando que os terminais thin clients podem ser rapidamente substituídos em caso de problema, impedem os usuários de instalar programas e custam entre R$ 600 e R$ 1 mil, dependendo da configuração.

No momento, a Expandis tem apenas um case de destaque: a Lojas Obino, que implantou 240 máquinas nas suas lojas. A crise econômica acabou adiando a venda de outras 200.

A situação não deve permanecer assim por muito tempo. Ninov planeja cadastrar até 12 revendas em todo o estado – o objetivo é trabalhar com vendas totalmente indiretas – e começar a vender cerca de 200 unidades mensais no curto prazo. “Em um ano, o objetivo é vender 1 mil por mês”, adianta o diretor da Expandis, Miguel Ninov.