Paulo Bernardo revelou que os tablets podem entrar no programa Computador para Todos

Tamanho da fonte: -A+A

Os tablets podem entrar no programa Computador para Todos, e se beneficiar das isenções fiscais no PIS/Cofins, além de linhas de financiamento para compra pelos consumidores.

A promessa é do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Segundo o ministro, a desoneração de impostos para desktops (computadores de mesa) e notebooks (computadores portáteis) aumentou o acesso da população aos produtos. No ano passado, foram vendidos mais de 14 milhões de computadores fabricados no Brasil.

 “Se incluirmos o tablet nesse programa, podemos baratear bastante”, disse Bernardo ao participar do programa de rádio Bom dia, Ministro.

Já nas primeiras semanas de governo, o ministro afirmou que recebeu recomendações da presidente da República, Dilma Rousseff, para estudar medidas para popularizar o uso do equipamento no país.

Além do Computador para Todos, outra alternativa a ser avaliada pelo governo é incluir o tablet na lista de equipamentos beneficiados pelos incentivos fiscais da medida provisória 517.

Durante a entrevista, o ministro afirmou que já vem mantendo contato com os próprios fabricantes para buscar meios de redução do preço dos tablets.