Netbooks são vantajosos apenas para quem faz uso esporádico, como em viagens e reuniões externas já que eles têm menos memória que notebooks e processadores mais lentos.

A avaliação é da Associação de Consumidores Proteste que testou cinco das marcas de netbooks mais presentes no mercado brasileiro: LG, Lenovo, Asus, HP e Samsung.

Foram analisados critérios como facilidade de uso, duração de bateria, compatibilidade com sistemas operacionais, como Windows e Linux, e qualidade do Wi-Fi.

“As tarefas de escritório são as que os netbooks desempenham com freqüência, e para estas não há diferença de desempenho entre os modelos testados, já que todos trazem configurações bem parecidas. Entretanto, a praticidade tem um preço: além do alto valor, os netbooks são indicados apenas para uso esporádico”, afirma a associação no teste disponível ao final desta notícia. 

Conexão
A placa do netbook da Lenovo tem velocidade máxima de 36 Mbps, enquanto Asus e LG conectam-se ao máximo 54 Mbps e Hp a 48 Mbps. O alcance da conexão Wi-Fi também é diferente.

A 30 metros de distância do ponto de acesso, com uma barreira de vidro, LG ainda recebia 20% de sinal enquanto a Asus só recebia 2%. A 45 metros nenhum se conecta mais. E os aparelhos não conseguem se conectar mais quando há obstáculos de concreto entre eles e o ponto de acesso, informa o relatório.

Bateria
A LG é a única com seis células, o que assegura melhor desempenho resistindo a 5h30 quando carregada com o computador em uso. Quando o aparelho é carregado desligado a autonomia cai para 4h. As baterias dos outros aparelhos resistem em média, 2h30 quando carregadas em uso e 2h quando carregados desligados.

Arquivos
Os netbooks ainda são bem lentos para compactar e copiar arquivos, afirma a Proteste. Levou-se, em média, quase um minuto para que 500 MB fossem copiados de um pen drive para o HD dos aparelhos. E 20 minutos para que os aparelhos recebessem um arquivo de 1GB por WiFi.