Tamanho da fonte: -A+A

Os embarques mundiais de PCs em 2010 cresceram 14,3%, aponta a consultoria Gartner em relatório divulgado nesta quarta-feira, 8.

O percentual é considerado baixo pelos analistas, na comparação com o mesmo período do ano anterior, que obteve 17,9% de avanço nos embarques.

Para a consultoria, o desempenho dos PCs sentiu o efeito dos dispositivos móveis.

Segundo o levantamento, o baixo índice é decorrente do impacto causado pelos tablets e smartphones no mercado atual.

De acordo com Ranjit Atwal, analista de pesquisas do Gartner, em longo prazo, espera-se que os tablets substituam cerca de 10% das unidades de PC até 2014.

Conforme a pesquisa, os PCs ainda são vistos como essenciais, mas a incapacidade da indústria desse segmento de inovação e a dependência por um modelo de negócio baseado no aumento do volume e na redução de preços estão impactando a capacidade da indústria de induzir novos ciclos de substituição.

“Ao passo que esse mercado declina os fornecedores que se diferenciam por meio de serviços e inovação tecnológica terão como base o volume e preço das unidades. Assim, os principais fornecedores enfrentarão o desafio de manter os desktops no centro das atenções, diante de dispositivos mais inovadores”, acredita George Shiffler, diretor de pesquisas do Gartner.

Foram embarcados um total de 352,4 milhões de unidades em 2010.

Para 2011, o Gartner prevê que os embarques mundiais de PCs devem chegar a 409 milhões de unidades, com um aumento de 15,9% em relação a 2010.