Hackers de um grupo autodenominado “SwaggSec” invadiram os computadores da chinesa Foxconn, roubaram e divulgaram na web dados confidenciais, como nomes de usuário e senhas de atendimento de clientes da companhia.

As informações podem, por exemplo, ser usadas para enviar pedidos à Foxconn, informa uma matéria do IDG Now.

Contatos dos diretores de vendas da Foxconn, números de IP e uma lista com os e-mails e compras de seus clientes também vazaram.

A fabricante com fatia de 40% no setor de eletrônicos de consumo do mundo, tirou seu website do ar, após a divulgação da ação pelo SwaggSec.

"Gostamos de expor governos e corporações, mas o motivo principal é perceber o quão hilário comprometer e destruir uma infraestrutura pode ser", afirma o grupo hacker, em texto divulgado na Internet.

A Foxconn não divulgou parecer oficial sobre o assunto.