Foto: Divulgalção/Intel

Tamanho da fonte: -A+A

Os tablets terão um salto de 98% nas vendas de 2012, prevê o instituto Gartner.

As vendas mundiais dos aparelhos para usuários finais devem chegar a 118,9 milhões de unidades até dezembro - no ano passado, as vendas foram de 60 milhões de unidades.

Segundo a empresa de pesquisas, a Apple deverá seguir na frente entre as plataformas de tablets com o iOS, chegando a 61,4% de participação no mercado, “apesar da chegada dos modelos com Windows e do tablet Kindle Fire, diz o Gartner.

Os tablets da Microsoft devem chegar a 4,1% do total do ano de 2012, e em 2016 com 11,8%.

"Departamentos de TI vão ver o Windows 8 (plataforma para tablets) como uma oportunidade de utilizar aparelhos com uma plataforma mais familiar”, diz Carolina Milanesi, analista do Gartner.

Para ela, o Windows 8 fará mais sucesso no meio corporativo que no de consumidores finais.

Dentro da aposta corporativa do tablets, o Gartner prevê que as empresas responderão por 35% das vendas até 2015. Na opinião da empresa, programas de buy your own device nas companhias vão ajudar a alavancar as vendas.

Boa notícia para a RIM?
Desde o surgimento do iPhone, cuja interface sensível ao toque foi “importada” pelo iPad, a Apple tem sido uma concorrente forte no mercado de smartphones, e liderado a era tablet, para prejuízo de grandes players do mobile, como RIM, flabricante do Blackberry.

Com o lançamento do tablet Playbook, no ano passado, a fabricante canadense aposta numa retomada de mercado, também pegando carona na área corporativa.

A estratégia, no entanto, tem seus riscos para os tradicionais fornecedores do mercado corporativo.

“Com os smartphones, o foco incial foram as corporações, e depois os consumidores fiais. Os tablets já nasceram focados no consumidor final. Para ter êxito nesse contexto, mesmo produtos voltados ao mercado empresarial precisam ser fáceis usar”, acrescenta Milanesi.

Na briga MS e RIM, a expectativa é de 4,8 mil unidades com Windows e 2,6 mil com o QNX, que roda no Blackberry Playbook, em 2012, deixando as empresas com, respectivamente, 4% e 2,2% de share.

Tablets com a platafoma Android devem chegar a 31,9% do mercado em 2012.