Ceitec: começa a produção do chip do boi

13/10/2011 17:13

A Ceitec iniciou a produção comercial do chamado chip do boi, através de um acordo de fabricação com a alemã X-FAB Silicon.

O dispositivo, que usará tecnologia RFID para fazer o rastreamento de animais no Brasil, começou a ser desenhado em Porto Alegre em 2007.

Tamanho da fonte: -A+A

A Ceitec iniciou a produção comercial do chamado chip do boi, através de um acordo de fabricação com a alemã X-FAB Silicon.

O dispositivo, que usará tecnologia RFID para fazer o rastreamento de animais no Brasil, começou a ser desenhado em Porto Alegre em 2007.

Em nota enviada à imprensa, o Ceitec não revela a quantidade encomendada, o preço previsto ou o prazo de lançamento, previsto para “em breve”. A demanda anual é estimada pela estatal federal em 1,5 milhões de unidades para 2012.

Durante a fase de testes do produto, em 2009, o então presidente do Ceitec, Eduard Weichselbaumer, prometeu entregar a unidade por um preço até 60% menor do que os concorrentes importados, então na faixa de R$ 8 o brinco.

Na sua nota, o Ceitec afirma que o acordo com os alemães inclui transferência de tecnologia e que o lançamento é o “primeiro semicondutor desenvolvido em uma empresa nacional que alcança volume de produção em instalações de classe mundial”.

“Isso demonstra a capacidade do país de produzir tecnologia de classe mundial, além de estabelecer as bases para uma indústria com crescimento sustentável", destaca o presidente da Ceitec, Cylon Gonçalves da Silva.

O Chip do Boi é o primeiro lançamento com tecnologia de RFID do Ceitec. Outros dois produtos devem entrar em produção em escala comercial para 2012.

Veja também

POA: da Lomba ao Corredor do Silício

A Lomba do Silício está crescendo para a Região Metropolitana. Projeto iniciado na capital com a intenção de incentivar a instalação de empresas de tecnologia na cidade, a ideia tem sido ampliada na Grande Porto Alegre.

Um dos articuladores é o prefeito porto-alegrense, José Fortunati, para quem é importante fomentar o potencial tecnológico não só da cidade, mas de toda a região.

Abinee debate a competitividade do setor

A Associação Brasileira das Indústrias Elétricas e Eletrônicas realiza reunião almoço na quinta-feira, 28, a partir das 12h, no Ritter Hotel, em Porto Alegre.

O evento traz o tema "A luta por maior competitividade: a grande missão da Abinee e das empresas do setor eletroeletrônico", que será discutido pelo presidente da associação, Humberto Barbato.

Tarso visita Hanna Micron

O governador Tarso Genro e os integrantes da comitiva gaúcha em visita à Corréia do Sul visitaram a sede Hanna Micron ao sul de Seul nesta quarta-feira, 01.

Umas das maiores fabricantes de semicondutores do mundo, a Hanna Micron é o lado coreano em uma joint venture com empresas brasileiras lideradas pela gaúcha Altus, a HT Micron, que deve construir uma fábrica de chips em São Leopoldo com inicio do funcionamento previsto para o final de 2012.

Ceitec no meio de polêmica

O ministro de Ciência e Tecnologia,  Aloizio Mercadante, publicou uma portaria criando uma comissão técnica para acompanhar a entrega do Ceitec.

De acordo com uma reportagem da revista Istoé desta sexta-feira, 17, Mercadante estaria preocupado com indícios de irregularidades encontrados pelo Tribunal de Contas da União nas obras do centro.

RS deverá ter fundo para semicondutores

O setor de semicondutores deverá ter, em breve, um fundo para crédito em investimentos no Rio Grande do Sul.

A promessa é do diretor-presidente do Badesul – banco gaúcho voltado para o desenvolvimento, que cumpre o papel da antiga Caixa RS –, Marcelo Lopes.

Ceitec vai testar RFID para estacionamento

O Ceitec abriu uma licitação para contratar um sistema de controle de estacionamento por radiofrequencia com o objetivo de testar as tags RFID na frequência de 915MHz projetadas pela equipe do centro de desenvolvimento de chips.

O edital prevê a compra do de equipamento, instalação, software e manutenção por 12 meses por um valor estimado em R$ 35 mil.

Ceitec: R$ 700 mil em telecom

O Ceitec fará na quinta-feira, 01, de agosto uma compra de equipamentos de telecomunicações com valor estimado pela estatal de fabricação de chips como de até R$ 725 mil.

STI: Toshiba mira chip RFID e o Ceitec

A fábrica porto-alegrense de chips Ceitec pode ser uma das parcerias da STI Semiconductor Design Brasil, joint venture inaugurada este mês entre a Semp Toshiba e a Toshiba Corp., para a produção de um semicondutor para RFID no país.

Netsul ganha R$ 323 mil com o Ceitec

A porto-alegrense Netsul Informática venceu três dos quatro grupos de compras de telecom do Ceitec, podendo assinar contratos para fornecimento de equipamentos em até R$ 323 mil.

Em disputa ocorrida nessa quinta-feira, 01, a empresa venceu concorrentes como Teletex e E-Printer.

Concorrendo com a Netsul em todos os lotes, a Damovo teve seu lance vitorioso, num contrato de R$ 150 mil para o fornecimento de duas unidades de switches da Cisco.

Ceitec tem novo gerente de Marketing

Stefan Ligocki acaba de assumir o cargo de gerente de Comunicação e Marketing do Ceitec, centro de desenvolvimento de chips do governo federal instalado em Porto Alegre. 

Ceitec finaliza novo chip para RFID

A Ceitec S.A. chegou à fase final de desenvolvimento de um novo chip para aplicações em logística com tecnologia de radiofrequência, chamado CTC13000.

Direcionado ao mercado de RFID, o chip oferece a possibilidade de rastreamento de itens, por meio de um registro de informações armazenadas em sua memória interna.