Tamanho da fonte: -A+A

Depois de lançar um aplicativo para o público, no mês passado, a catarinense Portobello, fabricante de revestimentos cerâmicos, investiu em iPads para agilizar a atuação da sua equipe de vendas.

Inicialmente, foram adquiridas 20 unidades. Em breve, a Portobello disponibilizará mais 100 para equipe comercial e outros 100 para as lojas da rede de franquias Portobello Shop.

Munidos do tablet, os vendedores da empresa poderão “demonstrar imagens de ambientes e produtos em alta definição e de forma atrativa”,além de fechar pedidos, consultar estoque e fazer simulações, explica o gerente de Marketing da Portobello, Edson Moritz.

“À medida que ganhamos rapidez, a tendência é termos mais chances de fechar pedidos em curtos tempos”, é o que explica Gilberto Machado Guilin Pedreira, gerente Administrativo de Vendas.

Segundo Manoel Pedroso, gerente Regional São Paulo Varejo, o iPad não substitui outros recursos de vendas, mas serve como material de apoio.

“Consequentemente, melhora a performance no atendimento aos clientes”, diz Pedroso.

iPortobello
Em março, a empresa com sede em Tijucas lançou um conjunto de ações tecnológicas para promover a sua Coleção 2011. O carro chefe do marketing da empresa era o tablet da Apple.

Segundo Edson Moritz, gerente de Marketing da Portobello, a intenção é demonstrar os benefícios dos produtos através de ações interativas, tendo como destaque o app para iPads iPortobello.

“O público-alvo, que vai de consumidores, arquitetos, decoradores, engenheiros até fãs das nossas criações. Nossa marca exige uma linguagem atual e mais próxima com ele”, afirma Moritz.

Com o iPortobello o internauta pode conferir conteúdos de acordo com as modernas características que esses aparelhos proporcionam, como vídeos, o inusitado catálogo de produtos e o making of das fotos. A empresa também oferece interação por meio de mídias sociais, como blog da marca, Facebook, Twitter e Flickr, todos integrados ao aplicativo.

Tendência em serviços
Pesquisa realizada pela fornecedora de serviços de mobilidade para empresas iPass mostra que uma em cada quatro equipes de campo de empresas em todo o mundo já utilizam um tablet PC, sendo a maioria deles um iPad.

Levantamento, da consultoria Deloitte, indica que mais de 10 milhões de computadores tablets serão comprados por companhias de todo o mundo em 2011, representando mais de 25% do volume total desses aparelhos adquiridos ao longo do ano.

Entre empresas brasileiras, a Eurofarma é um exemplo de uso dos tablets. Em janeiro, a farmacêutica fechou a compra de 600 unidades do iPad, por R$ 1,5 milhão. As unidades foram entregues a propagandistas da empresa, que chegam a estabelecer 380 mil contatos com médicos a cada mês.

Segundo a empresa, os tablets serão utilizados para controle do trabalho, treinamentos, além de possibilitarem a economia de 55 toneladas de papel em impressões.

Portobello
Além da sede em Tijucas, a Portobello mantém dez fábricas, que atuam com produção média de 23,5 milhões de metros quadrados de revestimentos cerâmicos, vendidos para clientes dos cinco continentes.

O faturamento anual da companhia fica acima dos R$ 500 milhões.

Integrante do Novo Mercado da Bovespa, a Portobello obteve no ano passado lucro líquido de R$ 32 milhões, 69% superior ao obtido em 2009. A receita líquida consolidada, no mesmo período, atingiu R$ 511 milhões, 35% superior ao ano anterior.