Itautec: autoatendimento sem contato físico

17/06/2011 14:08

A Itautec lança a ATM Adattis Touchless 3D, caixa eletrônico que possibilita o autoatendimento sem contato físico com o equipamento.

Com isso, segundo a fabricante, a máquina diminui o desgaste e os gastos das instituições com manutenção.

Para utilizar o autoatendimento no novo ATM, basta o usuário realizar comandos por gestos. Desta forma, é possível realizar saques, consultas a saldo e extrato, entre outras operações.

Tamanho da fonte: -A+A

A Itautec lança a ATM Adattis Touchless 3D, caixa eletrônico que possibilita o autoatendimento sem contato físico com o equipamento.

Com isso, segundo a fabricante, a máquina diminui o desgaste e os gastos das instituições com manutenção.

Para utilizar o autoatendimento no novo ATM, basta o usuário realizar comandos por gestos. Desta forma, é possível realizar saques, consultas a saldo e extrato, entre outras operações.

“Às empresas financeiras, o grande diferencial do equipamento são as maiores possibilidades de segurança: a interface de operações é isolada do cofre do caixa eletrônico”, explica Denise Damiani, vice-presidente de Automações da Itautec.

Segundo ela, o isolamento do cofre dificulta arrombamentos pois os cassetes com cédulas podem ficar distantes da interface com o cliente, e, além disso, o equipamento pode ser combinado com dispositivos adicionais de segurança.

“Há, ainda, a possibilidade de ganhos operacionais: um único cofre pode ser acoplado a várias interfaces de relacionamento”, afirma Denise. “É uma tecnologia desenvolvida no Brasil, mas que atende a uma demanda global”, complementa.

Ainda no segmento de autoatendimento, a Itautec também lança a ATM Adattis, com Face Tracking.

O equipamento consegue perceber, por meio de reconhecimento facial, a ausência ou troca de usuário, finalizando a operação e encerrando a sessão de uso, nestes casos.

“Desta forma, os dados do cliente anterior não são expostos, o que garante a segurança da operação e evita fraudes”, explica Denise.

Outra novidade da Itautec é a ATM com recicladora.

Atualmente, depósitos e saques são operações separadas nos bancos. Com a nova ATM, os depósitos em dinheiro serão automaticamente creditados na conta, e as mesmas cédulas estarão disponíveis para saques.

“Isso vai diminuir os gastos com transportes de valor – uma operação cara e de alto risco para as instituições financeiras”, destaca a executiva. “Esses mesmos ATMs também podem funcionar com a função de câmbio, pensando em eventos como o a Copa do Mundo ou as Olimpíadas”, acrescenta.

Segundo ela, nas operações de câmbio, a Itautec já dispõe da tecnologia que permite ao cliente colocar as cédulas em uma moeda, como euro ou dólar, e a ATM automaticamente fazer a conversão e devolver o valor na moeda desejada.

“Essa tecnologia já é usada em máquinas que a Itautec fornece para cassinos”, finaliza Denise.

Integrante do grupo Itaúsa, maior grupo privado do Brasil segundo o ranking Exame Melhores e Maiores 2010, a Itautec possui 33 unidades de serviços e dez laboratórios de suporte, que atendem a mais de 3,7 mil cidades brasileiras.

A empresa também atua no exterior, com clientes nas Américas, Europa e África.

A companhia é reconhecida pelo Retail Banking Research por ter a décima maior base instalada de ATMs no mundo e a segunda na América Latina.

Além disso, é a única brasileira listada entre os 25 maiores provedores de serviços de tecnologia para o mercado financeiro do mundo pelo ranking FinTech 100, do instituto IDC Financial Insights, ocupando o 23° lugar na lista geral deste ano.
 

Veja também

Itautec cria gerência para distribuição

Adriano Godoy Gandara acaba de assumir a recém-criada gerência de Canais da Itautec.

No cargo, o executivo que traz no currículo passagens por companhias como Acer, Microsoft e Sony Brasil terá como missão acelerar o crescimento da área de Computação Corporativa por meio do canal de distribuição.

A meta é aumentar a participação da Itautec nos atuais parceiros, além de expandir a rede a partir da inclusão de novos distribuidores.

Itautec: servidores com ROI inferior a 1 ano

A Itautec lança quatro novos modelos de servidores que, garante a fabricante, permitem a empresas que adiaram a atualização de seus parques nos últimos cinco anos obter ROI em menos de 12 meses, dependendo dos ambientes e aplicações envolvidas.

O primeiro, LX 114, é voltado ao mercado de pequenas e médias companhias focadas na profissionalização da gestão de seus processos e aplicações.

Itautec: novidades para corporativo e pessoal

A Itautec lança dois modelos de desktop para os mercados corporativo e pessoal, o SM 3330 e o ST 4264.

O Infoway SM 3330 é destinado ao segmento corporativo e possui processador AMD, suporta até 16 GB de memória DDR3, apresenta tecnologia TPM e DASH, para criptografar informações e permitir funções de acesso remoto, contém oito portas USB e saída HDMI.

Tablet da Itautec chega até o final do ano

A Itautec prepara o lançamento de um tablet no país no segundo semestre.

Itautec reforça caixa para ir às compras

Pronta para ir às compras, a Itautec, controlada pela Itaúsa, está disposta a elevar o seu nível de endividamento de 40,7% em relação ao patrimônio líquido para 75%, saindo de um endividamento de R$ 209,2 milhões para R$ 385,5 milhões.

Em recursos próprios, a Itautec está disposta a investir em torno de R$ 180 milhões, informa o Valor Econômico nessa quarta-feira, 16.

Lucro da Itautec cai 78,5% em 2010

Com o menor lucro líquido dos últimos cinco anos, a Itautec fechou 2010 com um resultado 78,5% inferior ao ano anterior.

Foram registrados R$ 11,5 milhões de lucro líquido no ano passado, contra os R$ 53,6 milhões de 2009.

Diebold: ATM tablet e outras novidades

A Diebold Brasil anuncia uma série de lançamentos, entre eles uma ATM-Conceito, um terminal de caixa no formato tablet e um novo modelo de correspondente bancário focado no mercado latino.

O primeiro, batizado de ATM Wall, é um caixa eletrônico com parede formada por displays multitoque, que se acende quando um usuário se aproxima e apresenta uma interface que mais lembra um iPad ou iPhone.

TecBan ampliará rede de ATMs no litoral
A TecBan – Tecnologia Bancária, administradora da rede Banco24Horas, vai ampliar a quantidade de terminais nas principais cidades litorâneas do país. A empresa vai instalar também ATMs temporários da rede por todo o Brasil, tudo para atender à demanda gerada pela temporada de férias.

Em todos os terminais, os clientes das mais de 40 instituições financeiras associadas poderão realizar transações como saque, consultas de saldo e extrato, entre outras.
TecBan: DDA e novos serviços para ATMs
A TecBan acaba de lançar o Offering 40 Plus, pacote de serviços que possibilitará às instituições financeiras oferecer mais de 40 transações bancárias a seus clientes por meio dos equipamentos de autoatendimento da Rede Banco24Horas e dos terminais de redes externas de outros bancos que a TecBan faz a gestão.
Diebold recicla ATMs no país
A produtora de caixas automáticos Diebold anuncia nesta quarta-feira, 17, que passa a oferecer serviço de reciclagem para bancos e empresas interessados em descartar de forma correta seus caixas eletrônicos ou ATMs.

A companhia recompra os equipamentos usados e coordena o processo de reciclagem. Ao todo, cinco mil unidades já foram desmontadas e suas peças, recicladas. O objetivo é realizar duas mil reciclagens por mês.
 
CIS: scanner focado em truncagem de cheque

A CIS, fabricante brasileira de hardware e dispositivos, fecha acordo com a italiana CTS, detentora da tecnologia utilizada nos equipamentos da brasileira, para lançar uma linha de scanners de documento focada em truncagem de cheques.

A parceria entre as companhias tem por objetivo fornecer produtos de alta qualidade para o segmento de automação comercial e bancária.

Perto: rumo aos R$ 20 milhões com POS

Em pouco mais de um ano no mercado de POS, a gaúcha Perto comemora os resultados do investimento de US$ 9 milhões na criação da unidade focada no setor: em 2010, só este departamento engordou o faturamento da companhia em R$ 10 milhões.

Para 2011, a estimativa é que a área, voltada à produção de máquinas para pagamentos de contas com cartões de crédito e débito, renda o dobro para a empresa.