Tamanho da fonte: -A+A

A Polícia Rodoviária Estadual do Paraná está investindo R$ 1,2 milhões em 60 modelos do notebook robustecido Toughbook U1 e serviços agregados, da Panasonic.

Os equipamentos serão utilizados para autuar motoristas infratores por meio de um sistema de fiscalização online.

A nova tecnologia, que segundo a secretaria foi empregada na Guerra do Golfo e usada pelo FBI e pela CIA, será inédita entre as forças públicas de segurança do trânsito, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

“Será a primeira do Brasil e da América Latina”, empolga-se rixa Filho.

A novidade, segundo ele, faz parte das ações do Governo do Estado para a Operação Verão 2011-2012.

Os equipamentos vão utilizar uma plataforma desenvolvida pela Celepar (Companhia de Informática do Paraná), que fez os programas e aplicativos para a entrada do sistema em operação, em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Richa Filho disse que o novo sistema, baseado no conceito da telemática, que é a junção dos recursos da telecomunicação com a informática, vai modernizar a fiscalização das estradas do Paraná.

Segundo o secretário, o serviço também “vai permitir total mobilidade ao policial rodoviário em campo, além de aumentar a área de atuação da Polícia Rodoviária”.

O tempo de fiscalização, nas abordagens, será reduzido de 20 para cinco minutos, permitindo a consulta, em tempo real, de informações registradas nos bancos de dados das polícias e do Departamento de Trânsito (Detran).

Os policiais em campo poderão consultar levantamentos sobre infrações e furtos de veículos online. O equipamento também funciona com GPS, conexão Wi-Fi e Wireless 3G.

A nova ferramenta será usada para substituir vários procedimentos policiais, como o preenchimento manual de multas, que passará a ser feito pelo computador, com mais agilidade e economia de papel. O cadastro da autuação será armazenado de forma automática no registro estadual de multas.

Os computadores portáteis, de baixo custo, com bateria de longa duração para serem utilizados em blitzes, possuem grande robustez e são próprios para situações críticas de uso.

Suportam quedas de até 1,80 metro, variações bruscas de temperatura, trepidações e umidade.

Os computadores portáteis Toughbook são desenvolvidos nas instalações da Panasonic, certificadas pela ISO-9001 e ISO-14001, em Kobe, no Japão. Por ser um modelo compacto e de fácil acesso, foi utilizado recentemente no resgate dos mineiros no Chile.