Tamanho da fonte: -A+A

A secretaria de Educação de Pernambuco vai licitar a compra de 170 mil tablets, num gasto total de R$ 170 milhões, para distribuir entre os alunos do segundo e do terceiro ano do ensino médio da rede estadual.

O edital foi divulgado no último sábado.

Segundo o governo de Pernambuco, os equipamentos devem ser entregues entre março e julho do próximo ano aos alunos.

Livros escolares em formato digital e softwares educativos virão pré-instalados nos aparelhos.

Além disso, os alunos que obterem a aprovação no 3º do ensino médio não vão precisar devolver os tablets. Eles receberão, ao final do curso, um termo de doação do equipamento.

Essa é a maior compra de tablets por um órgão público ou um governo de que se tem notícia até o momento.

Em março, a Polícia Militar do estado de São Paulo anunciou a aquisição de 11 mil tablets da empresa mineira MXT. O mesmo fabricante, com sede em Minas Gerais, vendeu 150 unidades para a polícia rodoviária de Santa Catarina em setembro.

Ainda não foi divulgada a marca dos tablets que serão comprados pelo governo de Pernambuco.

No Brasil, os tablets são fabricados, nacionalmente, por marcas como Positivo (Paraná), MXT (Minas Gerais) e Aiox (Santa Catarina).