O Itaú é o finalista de duas premiações internacionais que reconhecem práticas de eficiência em TI e responsabilidade socioambiental: o Ethical Corporation Awards, promovido pela instituição que dá nome ao prêmio, e o Green Enterprise IT Awards, realizado pela Uptime Institute.

Os reconhecimentos se devem às iniciativas de TI Verde, que preveem a integração das ações de eficiência tecnológica, como aquelas destinadas à redução do consumo de energia, emissão de gases de efeito estufa e ao descarte adequado de materiais do ponto de vista ambiental.

O programa de descarte sustentável de lixo eletrônico, inscrito nos prêmios, já enviou para reciclagem mais de 175 toneladas de equipamentos obsoletos de TI, entre outros materiais. O projeto ainda contempla campanhas para os funcionários do banco, que podem levar aparelhos quebrados ou sem uso para a instituição, a fim de que seja feito o descarte correto.

Outro projeto inserido dentro das ações realizadas pelo programa TI Verde é a virtualização de servidores, que reduziu o espaço físico ocupado com equipamentos, simplificou a infraestrutura existente e agilizou a implantação de novos serviços.

“Além disso, a virtualização permitiu a evolução dos nossos processos de contingência e uma otimização em consumo anual de energia da ordem de 3,7 GWh”, destaca João Bezerra Leite, diretor da área de Infraestrutura e operações de TI do Itaú.

Programa TI Verde

Desde 2004 a instituição financeira investe em programas e iniciativas para reduzir os impactos ambientais de seus produtos e serviços, com medidas focadas na redução consumo de energia, emissão de CO2 e estratégias direcionadas à sustentabilidade financeira.

Em 2008 foi implementado o programa TI Verde, que prevê a integração de ações de eficiência de tecnologias com a redução de consumo de energia e a sustentabilidade do uso de materiais junto ao meio-ambiente. A iniciativa é alinhada ao conceito triple bottom line – ou seja, de que a sustentabilidade deve incorporar a preocupação com as esferas econômica, social e ambiental de uma organização.

Em 2009, o orçamento da área de tecnologia do banco foi de cerca de R$ 3 bilhões.