A Dimep, especializada em sistemas de ponto eletrônico e controle de acesso de pessoas e veículos com 65% de market share no país, acaba de fechar negócio com a Diebold para integrar impressoras térmicas aos seus relógios de ponto.

O pedido inicial inclui 11 mil impressoras, mas até final de agosto deverão ser 30 mil unidades.

Conforme Dimas Melo Pimenta III, vice-presidente da Dimep, a mudança na linha de produtos é conseqüência da portaria 1.510, de agosto de 2009, que define a obrigatoriedade de todo relógio de ponto eletrônico imprimir os registros de entradas e saídas de funcionários.

Para atender à norma, a nova linha da Dimep inclui desde os relógios de ponto convencionais até equipamentos com biometria, passando por sistemas de acesso, parking, leitura de crachá, relógios de vigia, relógios de parede, protocolador e sinaleiro.

Hoje, segundo Melo Pimenta III, os sistemas de controle de ponto representam 70% do negócio da empresa. “Já ultrapassamos a marca de 1 milhão de relógios de ponto produzidos ao longo de nossa história“, conta o VP.
O executivo explica que a implementação das impressoras Diebold nos equipamentos da companhia já começou e, a partir de julho, o pico de produção da nova linha deve chegar a 500 unidades por dia.

Explica-se: a data limite para que todas as empresas já tenham seus relógios de ponto com impressão é 21 de agosto de 2010.
 
Segundo Melo Pimenta III, a base instalada de relógios de ponto da Dimep é de cerca de 800 mil e boa parte deverá ser substituída. Ele acredita que até o final de 2010 a empresa comercializará 200 mil novos relógios com impressão.

Empurrãozinho
Para fomentar as vendas, a Dimep lançou uma promoção na qual recompra os relógios usados na compra de um novo.

“O valor de cada peça depende da idade e das condições do equipamento, mas com certeza é vantajoso para as empresas usuárias”, garante o VP.