Apple lucra US$ 13 bi no 4T11 e ações sobem

25/01/2012 10:51

O lucro líquido da Apple no último trimestre de 2011 ficou em US$ 13,06 bilhões, ou US$ 13,87 por ação.

Já a receita subiu 73% ano/ano, chegando a US$ 46,33 bilhões.

No período, a companhia vendeu 37,04 milhões de iPhones, 15,43 milhões de iPads, 15,4 milhões de iPods e 5,2 milhões de computadores Mac.

Tamanho da fonte: -A+A

O lucro líquido da Apple no último trimestre de 2011 ficou em US$ 13,06 bilhões, ou US$ 13,87 por ação.

Já a receita subiu 73% ano/ano, chegando a US$ 46,33 bilhões.

No período, a companhia vendeu 37,04 milhões de iPhones, 15,43 milhões de iPads, 15,4 milhões de iPods e 5,2 milhões de computadores Mac.

Com a divulgação do balanço, na terça-feira, 24, as ações da empresa subiram 8%, para cerca de US$ 452 dólares cada, e fecharam o dia em US$ 420,41 por papel na Nasdaq.

Com isso, a Apple retomou a posição de empresa mais valiosa da bolsa de  Nova Iorque, avaliada em cerca de US$ 418 bilhões.

Superando expectativas

Em muito, a confiança - e os papéis - subiram porque os valores apresentados no relatório da Apple superaram as expectativas dos próprios analistas da bolsa, que estimavam receita em torno de US$ 38,91 bilhões e lucro não maior que US$ 10,16 por ação.

Não é mais Natal...

Para o próximo trimestre, a projeção da Apple é fechar com receita de US$ 32,5 bilhões e lucro em torno de US$ 8,50 por ação.

Os valores são um tanto mais baixos do que os apresentados no 4T11, o que se explica pelo aquecimento das vendas, no trimestre passado, em função do Natal e festas de fim de ano.
 

Veja também

Apple compra israelense Anobit

A Apple comprou a fabricante israelense de memórias Anobit por cerca de US$ 500 milhões.

Hoje, os chips de memória flash da israelense já são utilizados em aparelhos da marca norte-americana, como o iPad. Essa é a primeira aquisição de uma empresa israelense pela Apple.

A Anobit desenvolveu um chip que melhora o desempenho de dispositivos, e que está presente em aparelhos da Apple como iPhone, iPad e MacBook Air.

Wozniak conta a história da Apple em livro

A Editora Évora lança o livro iWoz – A verdadeira história da Apple segundo seu cofundador, que apresenta a trajetória da companhia e da vida de Stephen Gary Wozniak.

O livro foi escrito por Wozniak, engenheiro de computação, cofundador junto com Steve Jobs da Apple Computers, em parceria com a jornalista Gina Smith.

Na obra, os autores apresentam um painel das mudanças e da revolução que as invenções da informática provocaram nos consumidores.

Apple estuda baterias de hidrogênio

A Apple estuda desenvolver baterias que funcionem a partir de hidrogênio.

Segundo o jornal britânico The Telegraph, as novas peças seriam utilizadas para substituir as atuais baterias usadas em produtos como smartphones, tablets e computadores.

Na última quinta-feira, 22, a empresa registrou duas patentes no escritório americano de marcas e patentes, despertando o interesse no segmento por esse tipo de tecnologia.

Apple escolhe Israel para centro de P&D

Israel deve ser o destino do primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento da Apple fora dos Estados Unidos.

Apple TV chega ao Brasil a R$ 400

Além da iTunes Store, lançada no Brasil nessa terça-feira, 13, chegou aos brasileiros a Apple TV.

Equipamento que permite ver filmes em HD, vídeos do YouTube, tocar músicas e exibir fotos, o aparelho está disponível na loja online da empresa e custa R$ 399.

Nokia só não agrada mais que Apple

Apesar da queda de 14,87% na sua participação nas vendas mundiais de celulares no terceiro trimestre desse ano (3T11), frente ao 3T10, a Nokia agrada os consumidores brasileiros.

A líder decadente ficou atrás apenas da Apple numa pesquisa realizada pelo J.D. Power investigando a satisfação com os celulares no país, com 792 pontos, 83 pontos atrás da fabricante do iPhone.

Isso no ranking de smartphones.