Tamanho da fonte: -A+A

No mesmo dia em que sua mesa diretora se reúne para avaliar a suposta oferta de US$ 6 bilhões do Google, o site de compras coletivas Groupon Inc. anunciou novidades em sua plataforma, além da aquisição de novos players no mercado asiático.

Em seu blog oficial, o site apresentou nesta quarta-feira, 01, uma ferramenta que permitirá aos donos de estabelecimentos comerciais criar quantas ofertas quiserem pela plataforma do Groupon.

Chamadas de Groupon Stores, as páginas personalizadas das lojas, restaurantes e outros negócios quebrarão a barreira de uma oferta por dia, permitindo aos empresários lançar novas promoções, dentro dos mesmos requisitos da compra coletiva, sem a intervenção do Groupon.

Normalmente, o modelo utiliza representantes comerciais que visitam possíveis parceiros, propondo ofertas para então publicá-las no site.

A novidade retira o intermediário.

Feed de negócios
Segundo o Mashable, a mecânica de uma oferta por dia pode perder a força com o novo recurso, levando o pioneiro das compras coletivas a inaugurar mais uma mudança no formato de e-commerce.

“Hoje as coisas são diferentes, nosso maior problema é que a demanda comercial é muito grande, com esperas de meses para incluir uma oferta”, admite a empresa no seu blog oficial.

Os consumidores cadastrados, atualmente, recebem as ofertas da sua cidade por e-mail. Como as ofertas que entrarem pelo Groupon Stores não serão mais controladas pelo site, a newsletter pode não ser o meio mais eficaz de receber as promoções.

Por isso, a companhia lançou como complemento o Deal Feed (feed de negócios), que avisará sobre novas ofertas no formato RSS, de forma personalizada - de acordo com as preferências dos cadastrados.

Do ponto de vista estratégico, os anúncios são vistos como a base do modelo de negócios a longo prazo, com os anunciantes procurando o site – em vez de agentes irem de loja em loja atrás de parceiros – e uma experiência de compra mais personalizada.

Lançado em novembro de 2008 nos Estados Unidos, o Groupon já está presente em mais de 150 mercados, e tem um faturamento anual calculado em mais de US$ 12 milhões, segundo o jornal New York Times.

Novas aquisições
Também nesta quarta-feira foi anunciada a compra de três sites de descontos asiáticos pelo Groupon. Os valores da transação não foram divulgados.

Segundo a agência Reuters, as empresas adquiridas - uBuyiBuy, Beeconomic e Atlaspost, somam 1,2 milhões de usuários apenas em Taiwan. O trio também atua em Hong Kong e Cingapura.

Rumores divulgados na imprensa norte-americana apontam o Groupon como o alvo de uma oferta de US$ 6 bilhões do Google. As negociações, que teriam se iniciado no mês de novembro, podem ser encerradas nesta quarta-feira, após reunião da mesa diretora do site de compras para apreciar a proposta.

Nenhuma das empresas se manifestou oficialmente sobre a possível compra.