Tamanho da fonte: -A+A

No final do ano passado, a marca era 405. Agora, o site Bolsa de Ofertas, especializado no segmento de compras coletivas, reporta a existência de mais de 1 mil portais explorando o modelo.

Mais precisamente, são 1.025, informa o Bolsa.

A alta, segundo o site, é de 153% em menos de 60 dias. Sendo que 15% dos sites computados pelo portal surgiram no mercado em menos de 30 dias. Outro crescimento percebido foi no mercado de agregadores, que passaram de sete, em dezembro, para 18 atualmente.

O primeiro site de compras coletivas surgiu no Brasil em março de 2010, com a criação do Peixe Urbano, inspirado no norte-americano Groupon, hoje representado pelo Clube Urbano, no país.

Segundo a medição do Bolsa de Ofertas, feita com base na ferramenta de medição de audiência gratuita Alexa, os 10 maiores do Brasil, em acesso, são: Groupon, Peixe Urbano, Clickon, Qpechincha, Desejo Mania, Groupalia, Imperdível, Oferta X, Clube do Desconto e Oferta Única.

A lista dos 10 mais acessados segue à risca o modelo de ofertas: descontos de 50% a 90% em serviços como alimentação, lazer e estética.

Na busca por clientes, no entanto, os sites de compras coletivas variam nos anúncios.

Como noticiado pelo Baguete Diário, há páginas que vendem ingressos de jogos de futebol e até portais que comercializam a criação de outros portais.

Conforme o diretor de marketing e produtos da consultoria especializada em comércio eletrônico e-Bit  Alexandre Umberti, em entrevista ao Baguete no final do ano passado, quando a compra coletiva chegava a 400 sites no país, o segmento está em expansão, mas em breve deve começar a consolidar.

“Nessa fase, sites menores podem ser absorvidos por maiores ou simplesmente fechar. Surge então a liderança no mercado”, opinou Umberti, sem dar prazos para esse crescimento.

Dados do Ibope, divulgados no final do ano passado, indicam que apenas 14% dos usuários online acessam sites de compras coletivas. O número representa 2,95% da população total do Brasil.