Tamanho da fonte: -A+A

O projeto Rede Colorada, um site de compras coletivas voltado para sócios e torcedores do Sport Club Internacional, teve sua estreia adiada.

Em 25 de março, quando o Baguete Diário publicou uma reportagem sobre a iniciativa – negada oficialmente pelo Inter à época, mas admitida no Twitter por dirigentes do clube – um contador presente no endereço do site apontava para a publicação nessa segunda-feira, 02, aniversário de 102 anos do clube.

Chegado o 02 de abril, o contador aponta para uma nova data, a próxima sexta-feira, 08. O prazo da sexta-feira foi confirmado pelo próprio clube, através de sua assessoria de imprensa, e por dirigentes.

“Em 8 dias estaremos no ar”, publicou no dia 31 de março Dannie Dubin, diretor-presidente da empresa gaúcha de mídia exterior Ativa, e vice-presidente eleito do Sport Club Internacional para o biênio 2011/2012, no seu perfil no microblog.

Segundo, Antônio Gornatti, sócio-diretor da WineHouse, a agência responsável pelo empreendimento, não se trata de um atraso:

“Houve uma mudança estratégica para não coincidir com outras atividades do aniversário dos 102 anos do clube”, disse, em contato telefônico com a redação na manhã dessa terça-feira, 05.

Na segunda, data da publicação da matéria, os diretores da WineHouse não haviam sido localizados.  

Sucesso antes da estreia
Conforme o mesmo post de Dubin, o site, aberto apenas para cadastro, chegou a receber o registro de 3 mil e-mails de interessados no serviço em 48 horas.

A promessa é de que o endereço venda produtos licenciados através do portal, com preferência aos sócios – hoje em mais de 100 mil, segundo números divulgados pelo próprio clube.

Em 25 de março, quando contatado pela reportagem do Baguete Diário, o Sport Clube Internacional  não confirmou o site.

No dia 26, no entanto, uma nota oficial na página do clube anunciava o Rede Colorada.

Ineditismo colorado
A iniciativa é inédita no futebol brasileiro, e no mercado de compras coletivas, que já soma mais de 1 mil empresas tentando explorar o nicho. Até agora, só se tem notícia de parcerias para vendas de ingressos para campeonatos através de portais de descontos.

Não foram dados detalhes do modelo de negócios, quanto a se o Inter vai ser o responsável integral pelo espaço, ou se fará parceria com uma empresa que já atua na compra coletiva.

Matéria atualizada às 9h35min dessa terça-feira, 05.