Tamanho da fonte: -A+A

Um problema na ferramenta de publicidade online Google AdSense está deixando internautas que veiculam anúncios do buscador em seus sites sem os rendimentos devidos.

Em nota, a empresa reconheceu o problema.

“O Google identificou que alguns publishers (editores) estão vendo discrepâncias entre seus ganhos estimados e efetivos na ferramenta AdSense. Estamos trabalhando para identificar as causas deste problema e resolvê-lo o mais rapidamente possível”, disse o comunicado.

As discrepâncias chegam, segundo murais de usuários na internet, a zerar valores que deviam ser de algumas centenas de dólares. O problema ocorre entre usuários brasileiros, norte-americanos e de outras regiões.

Um dos editores, no Brasil, teve ganho estimado de US$ 1,5 mil e registrado de US$ 0,47.

“Tive apenas a alegação de que meu site pode ter tido muitos cliques inválidos. Como? Trabalho há tanto tempo com Adsense, esses valores estão dentro do que sempre recebi”, observou um usuário.

Na página oficial, o Google declara que os pagamentos do mês de outubro não foram, de fato, computados corretamente, e que a diferença seria paga em novembro.

Em setembro, alguns ganhos já eram registrados erroneamente em US$ 0. O problema, segundo o Google, era de sincronização entre o sistema de pagamentos e a interface de contas na plataforma AdSense.

Quanto à falha mais recente, o Google alega que ainda está trabalhando para resolver o assunto.

O AdSense é o serviço de publicidade em que os donos de websites se inscrevem para exibir anúncios em texto, imagem e, mais recentemente, vídeo em suas páginas. A exibição dos anúncios é administrada pelo Google e gera lucro baseado ou na quantidade de cliques ou de visualizações.

Um método baseado nas ações realizadas pelo usuário está em fase de testes.

No primeiro trimestre de 2011, o Google teve um ganho de US$ 2,34 bilhões com o AdSense, o que representa 28% da receita total da empresa no período.