Tamanho da fonte: -A+A

A apresentadora Xuxa Meneghel venceu uma batalha judicial contra o Google, obrigando o portal de buscas a ignorar pesquisas que contenham os termos “Xuxa” e “pedófilo”.

Até a última sexta-feira, 08, segundo informações divulgadas pelo colunista da Veja Lauro Jardim, a digitação destas duas palavras no buscador traria o retorno de 50,1 mil textos e vídeos, além de 21,4 mil fotos de Xuxa nua ou em cenas de sexo, tudo relacionado a um filme feito por ela em 1982, intitulado "Amor, Estranho Amor".

A proibição do retorno destas buscas foi decidida em primeira instância pela Justiça do Rio de Janeiro.

Caso descumpra a ordem, o Google terá de pagar uma multa de R$ 20 mil a cada “resultado positivo” nas buscas.

Além disso, outros R$ 20 mil terão de ser pagos a cada imagem ou vídeo em que Xuxa aparecer nua.