Tamanho da fonte: -A+A

Entrou no ar nesta segunda-feira, 11, a versão brasileira do site americano Ohhtel, uma espécie de rede social focada em pessoas interessadas em relacionamentos extraconjugais.

De acordo com Laís Ranna, vice-presidente do site no Brasil, 3 mil brasileiros mandaram um e-mail para a sede nos Estados Unidos pedindo uma versão nacional.

O site permite inscrição sem nomes verdadeiros, além de ter a opção de pagar em dinheiro. As fotos podem ser publicadas de maneira privada.

“É uma opção ao divórcio. Se a pessoa está em um casamento de longo prazo e o parceiro perdeu o interesse sexual, ela tem três escolhas: continuar casada numa vida de castidade; um divórcio, dividindo filhos, bens etc. ou procurar sexo em outro lugar”, afirmou a executiva em entrevista à Folha.

Mulheres podem se inscrever gratuitamente. Homens pagam uma taxa de R$ 60.

Este já é o segundo site voltado para traição a ser inaugurado no país.

Desde maio deste ano, o serviço holandês Second Love está disponível para brasileiros. O Ashley Madison, o mais popular do gênero, também dos Estados Unidos, deve lançar sua versão nacional em agosto.

Confira a matéria da Folha na íntegra pelo link relacionado abaixo.