Tamanho da fonte: -A+A

Uma nova rodada de investimentos nessa semana deve elevar o valor do Facebook para US$ 52 bilhões.

Segundo matéria do jornal norte-americano Wall Street Journal nessa terça-feira, 15, a empresa de capital de risco Keiner Perkins Caufield & Byers comprou uma parte da empresa de rede social, e negocia aporte de US$ 38 milhões.

De acordo com a reportagem, que cita fontes não identificadas, o valor daria menos de 1% das ações da rede social.

Nas contas da Kleiner, o site  vale US$ 52 bilhões – US$ 2 bilhões a mais que a avaliação do Goldman Sachs em janeiro.

A firma de investimentos da Califórnia estabeleceu sua reputação no mundo de alta tecnologia, investindo em grandes nomes como Amazon.com, Sun Microsystems, AOL, Verisign e Google.

2011 generoso para o FB
Na temporada de aportes de 2011, o Facebook já recebeu US$ 450 milhões do Goldman Sachs, enquanto o Digital Sky Technologies, um grupo russo de investimentos, entrou com mais US$ 50 milhões.

Entre os gastos do Facebook estão um campus de 79 acres, o antigo campus da Sun Microsystems e um terreno vizinho.

Uma porta-voz do Facebook afirmou que as compras se baseiam em um possível crescimento futuro.

Além disso, no Brasil, o Facebook anunciou na segunda-feira a contratação de Alexandre Hohagen, ex-vice-presidente da Google para a América Latina, para assumir o cargo de vice-presidente de vendas da América Latina.

No Facebook, Hohagen vai trabalhar diretamente com marcas globais e locais, em resposta à crescente procura por produtos de marketing da rede social.