Após anunciar aumento geral de 10% para os seus mais de 20 mil funcionários, a partir de janeiro de 2011, o Google reajustará em 30% o valor pago aos seus altos executivos.

A informação consta em documentos entregues à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos. Vários executivos da empresa tiveram seus salários reajustados de US$ 500 mil para US$ 650 mil por ano.

Segundo a InfoOnline, entre os beneficiados pelo aumento estão Patrick Pichette, CFO; Nikesh Arora, presidente mundial de vendas e de desenvolvimento de negócios; Alan Eustace, vice-presidente sênior de engenharia e pesquisa; e Jonathan Rosenberg, vice-presidente sênior de gerenciamento de produtos.

Os bônus também serão aumentados, de 150% dos salários para 250%.

Os principais executivos, como Eric Schmidt (CEO), Sergey Brin (presidente de tecnologia) e Larry Page (presidente de produtos) - os três estão na lista dos 400 americanos mais ricos - manterão seus salários-base.

O Google tem sido uma das empresas mais atraentes para se trabalhar. Mas recentemente ela tem perdido funcionários notáveis, como Lars Rasmussen, conhecido por seu trabalho no Google Maps, foi para o Facebook.