A ZipCode, que atua com marketing direto, projeta um crescimento de 60% para 2010.

A expectativa é alimentada pela economia interna e pela demanda das empresas, que procuram, cada vez mais, abastecer seus dados cadastrais com informações relacionadas aos clientes, em especial da classe C, segundo Arthur Guitarrari, gerente de novos negócios da ZipCode.

“Esta classe está comprando mais casas, carros, telefones celulares e praticando atividades de lazer e turismo, representando 50% em compras online. O objetivo é concretizar ofertas com o perfil de consumidor”, comenta o executivo. "As áreas de maior crescimento deverão ser locação de listas, enriquecimento de dados e database", afirma.

Atualmente, a empresa atende diversos setores do mercado, como e-commerce, turismo, aviação, seguradoras, operadoras de cartão de crédito, análise e recuperação de crédito.