Tamanho da fonte: -A+A

Duas mil novas vagas deverão ser abertas pelo Google em todo o mundo. Com as contratações, a empresa deve passar de 23 mil funcionários, informa a agência Reuters. A alta no quadro funcional sobre 2010 é de 18%.

Levantamento do Baguete Diário apurou 36 vagas no Brasil.

"Estamos acelerando nossas contratações e o número de vagas abertas, nos últimos 12 meses", disse Jordan Newman, porta-voz do Google.

Newman não comentou sobre o número exato de vagas, mas disse que a página de ofertas de emprego do site estava completamente atualizada e que era monitorada com cuidado.

Recentemente o vice-presidente financeiro do Google disse a investidores que o setor estava travando uma "guerra pelo talento".

As vagas atualmente disponíveis no Google se destinam primordialmente a engenheiros e pessoal de vendas, e cerca de metade delas são para postos nos Estados Unidos. Alguns dos empregos são definidos como temporários, mas a maior parte parece permanente.

Vagas no Brasil
Conforme a página de ofertas de emprego do Google, atualmente há 36 vagas para as duas unidades brasileiras, localizadas em Belo Horizonte e São Paulo.

Nas instalações mineiras, as oportunidades são para recursos humanos, gerência de produto e engenharia de software – uma vaga para cada área.

Já na unidade paulista, há vagas na área de vendas (18 ofertas, divididas em account management, sales strategy and operations e sales technical operations), gerência (duas ofertas como country manager e new business development manager), empresarial (quatro, para vendas, marketing e suporte técnico e operacional), financeira (duas), recursos humanos (três), jurídica (uma) e comunicação (três).

Esforço para reter talentos
O Google, que detém cerca de dois terços do mercado mundial de buscas na Internet, está atrás de novas oportunidades de crescimento em diversos mercados, entre os quais o sistema operacional Android para celulares inteligentes, publicidade online convencional e software de produtividade para uso online.

Essas incursões surgem enquanto a empresa luta para conter o avanço do gigante das redes sociais Facebook, que está desafiando o Google na conquista das verbas publicitárias e dos talentos de engenharia, bem como a Apple, no mercado celular.

Este mês, o Google anunciou internamente planos para conceder a todos os seus funcionários um aumento de 10% em 2011.