A Volkswagen aceitou poupar seus funcionários na Alemanha dos e-mails que chegavam via BlackBerry fora do horário de expediente, após acordo com os colaboradores.

De agora em diante, os funcionários só receberão e-mails até meia hora antes ou depois do horário de trabalho, mas ainda poderão receber e fazer telefonemas.

O membro do conselho dos trabalhadores Heinz-Joachim Thust disse ao jornal Wolfsburger Allgemeine Zeitung esta semana que 1.154 sindicalizados de seis fábricas da Volkswagen na Alemanha usam smartphone que a companhia forneceu.

A representação se opôs à expectativa de que os funcionários fiquem acessíveis o tempo todo, sob o risco de síndromes psicológicas que, segundo estudos, causam 10 milhões de dispensas médicas/ano.

“Até agora, a decisão de interromper os e-mails à noite foi muito positiva”, disse Thust ao jornal.