Tamanho da fonte: -A+A

A Alog Data Centers acaba de se tornar o parceiro oficial da Microsoft no Brasil para o programa BizSpark, voltado ao fomento de startups.

Como agente local do projeto, a empresa poderá fornecer pacotes exclusivos de hospedagem para startups que desejem participar ou que já façam parte da iniciativa, que é desenvolvida em todo o mundo.

Por meio do BizSpark, a Microsoft firma parcerias para fornecimento de software, suporte, treinamento e visibilidade para startups mundialmente. Além disso, reúne o empresariado global e os investidores em uma única comunidade, facilitando o contato dos mesmos com as companhias iniciantes.

Voltado ao mercado de desenvolvimento de software, o projeto é global e soma, atualmente, mais de 35 mil pequenas empresas participantes. Além de companhias, podem ser parceiros da iniciativa instituições de fomento ao empreendedorismo, hosters, incubadoras, parques tecnológicos e governos.

“Nesse contexto, a Alog entra no BizSpark oferecendo serviços de hospedagem para as soluções SaaS desenvolvidas pelas startups e incentivando novos projetos em tecnologia”, explica Victor Arnaud, diretor de Processos e Produtos da Alog.

Para fazer parte do programa, a startup deve desenvolver um produto ou serviço com base em software, que seja parte fundamental de seu negócio atual ou pretendido. Também é preciso ser de iniciativa privada, estar no mercado há menos de três anos e possuir renda anual de menos de US$ 1 milhão.

Sendo qualificada para participar do BizSpark, a empresa passa a ter direito de usufruir de ferramentas e softwares da plataforma de desenvolvimento da Microsoft durante três anos.

O portfólio disponível para as startups inclui todas as versões do Windows Server e SQL Server, Systems Center (edições 2007) e plataforma de desenvolvimento virtual Studio Team Suíte 2010.

"O BizSpark mostra a maturidade do ecossistema brasileiro. Atualmente, temos em nosso portfolio mais de 1,7 mil empresas cadastradas, o que coloca o país em 3º lugar em todo o mundo", destaca Sílvia Valadares, Startup Community Lead Brasil da Microsoft.

Segundo ela, empreender está mais fácil no mercado brasileiro de TI. “Por um lado temos investidores ávidos por novas oportunidades, apoio do governo através da Finep e BNDES. Por outro, a pesquisa do Global Entrerpreneuship Monitor mostra mais pessoas querendo empreender por opção e não por necessidade”, explica Sílvia.

Além disso, a executiva ressalta que, quando uma empresa desenvolve um software desenhado para ser vendido pela internet, o ganho em escala e produtividade é gigantesco, o que incentiva o crescimento das companhias e atrai investimentos.

Já Arnaud salienta que o papel da Alog como representante do BizSpark no país será viabilizar a introdução das startups no projeto e fornecer serviços de hospedagem em servidores dedicados.

“Acreditamos que isso ampliará nossa atuação junto aos players de SaaS”, avalia o executivo. “O acesso direto que as startups do projeto terão à Microsoft deve representar, no mínimo, uma economia real de escala, além do fato de que empresas desse porte não têm a facilidade de comprar qualquer produto diretamente da fábrica”, complementa.

A Alog Data Centers do Brasil é integrante do Grupo Alog, que também inclui a Tecla Serviços de Internet, especializada em cloud computing, hospedagem de sites, acesso à internet, revendas, e-commerce e registro de domínios.

Ao todo, o grupo atende a 1,1 mil empresas de médio e grande porte, além de mais de 12 mil clientes que vão de profissionais liberais a agências digitais.

Os data centers da Alog no Rio de Janeiro e em São Paulo possuem mais de 8 mil m2 de área para hosting e colocation. Nestas unidades, a companhia emprega 410 profissionais, que atuam com base nas orientações do ITIL e em normas como ISO 9001:2000, SAS70 nível II e Sarbannes-Oxley.