App escolhe motorista da vez no Facebook

27/01/2012 17:37

O Detran-RS lança um aplicativo para dar apoio à Operação Balada Segura, que já conta com ônibus destacado para levar para casa pessoas que saem à noite, bebem e, por conseguinte, não podem dirigir.

O novo aplicativo é voltado a iPhone, iPad e Android e funciona integrado ao Facebook, escolhendo o motorista da vez – ou seja, aquele que não vai beber para dirigir e dar carona aos demais - pela rede social.

Tamanho da fonte: -A+A

O Detran-RS lança um aplicativo para dar apoio à Operação Balada Segura, que já conta com ônibus destacado para levar para casa pessoas que saem à noite, bebem e, por conseguinte, não podem dirigir.

O novo aplicativo é voltado a iPhone, iPad e Android e funciona integrado ao Facebook, escolhendo o motorista da vez – ou seja, aquele que não vai beber para dirigir e dar carona aos demais - pela rede social.

Além disso, a Balada Segura também tem uma fanpage no Facebook, com postagens de ações de destaque em temas como trânsito, mobilidade urbana, dicas de segurança, entre outros.

O app Motorista da Vez funciona a partir do login do usuário no Facebook.

Escolhe-se um nome para a balada, por exemplo, "Aniversário do Fulano". Depois escolhe o tipo de veículo, se é um carro para cinco, sete pessoas ou moto (2 pessoas).

Na próxima tela, o baladeiro seleciona os amigos que vão participar do sorteio, conforme o carro.

O aplicativo faz o sorteio e o motorista da vez é anunciado no mural de todos daquele grupo de amigos no Facebook.

O sorteio pode ser compartilhado também no Twitter e enviado por SMS.
 

Veja também

Livro dá dicas sobre criação de apps para iPad

A Editora Ciência Moderna lança o livro “Projetando para o iPad - Criando aplicativos que vendem”, da autoria de Chris Stevens.

O livro tem 360 páginas e sai por R$ 89 na versão impressa, mas também está disponível em e-book, pelo preço de R$ 53,40.

Google Apps: 100 mil contas no BBVA

O multinacional Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) adotou a plataforma Google Apps para serviços de e-mail e colaboração.

A implementação, que abrangerá 110 mil funcionários da instituição ao redor do mundo, deverá ser concluída ainda em 2012.

Unisinos: formação foca apps móveis

A Unisinos oferece, a partir do primeiro semestre de 2012, uma opção interessante de capacitação para um mercado em alta: uma formação à distância em Desenvolvimento de Aplicações para Dispositivos Móveis.

Lojas chegam à 1 mi de apps essa semana

O número de aplicativos móveis existentes nas quatro principais lojas de apps - App Store (iOS), Android Market (Google), BlackBerry App World (RIM) e Marketplace (Windows Phone) - deve atingir a marca de 1 milhão na próxima semana.

A estimativa é da Mobilewalla, um empresa que rastreia apps em tempo real. Atualmente, as lojas de aplicativos contam com 987,86 mil apps.

Segundo o relatório, tais lojas de aplicativos móveis adicionam, em média, dois mil aplicativos por dia.

Intel tem US$ 100 mi para apps móveis

A Intel criou um fundo de US$ 100 milhões para investir em companhias que criam aplicações e conteúdo que complementam seus chips para dispositivos móveis.

Com o lançamento, a empresa reforça sua tentativa de entrar no mercado de smartphones e tablets, hoje dominada pela rival britânica ARM, que equipa, por exemplo, iPhones.

Batizado de AppUp Fund, da Intel Capital, cujo nome deriva da loja online de softwares da fabricante de chips, já fez investimentos.

Nuance: apps de reconhecimento de voz no iOS

A Nuance Comunications, empresa provedora de soluções de comunicação, lança no mercado brasileiro dois aplicativos de reconhecimento de voz, o Dragon Dictation e o Dragon Search.

Maioria das grandes marcas já tem apps

Estudo da Distimo revela que 91% das maiores marcas globais já marcam presença em lojas de aplicativos móveis.

Foram analizadas lojas online como como App Store, da Apple, Android Market, do Google, Nokia Ovi Store, da Nokia, BlackBerry App World, da RIM, Windows Phone 7 Marketplace, da Microsoft, e Amazon Appstore.

O índice representa um avanço de 40 pontos percentuais, já que há 18 meses essa parcela era de 51%.