Tamanho da fonte: -A+A

A campanha contra o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, realizada a partir da hashtag #foraricardoteixeira, chegou aos Trending Topics do Twitter nesta quarta-feira, 27, e acabou sendo excluída pelo microblog.

A iniciativa teve como foco as acusações de corrupção e o fato de Teixeira acumular as funções da presidência e dominar o COL, comitê responsável por organizar a Copa de 2014 no Brasil.

Segundo informações da Exame.com, a mobilização dos internautas iniciou na madrugada de terça para quarta-feira, promovida pelo usuário @foraoficial e por um site que levava o nome do presidente.

Assim, o termo passou dos TTs do Brasil e chegou a ocupar a liderança mundial dos assuntos mais discutidos no início do dia.

Entretanto, a repercussão do assunto gerou a remoção da hashtag #foraricardoteixeira, por parte da administração do microblog, afirmando que a tag foi identificada como spam por seus serviços de monitoramento automático.

Conforme a Exame, a censura do Twitter não intimidou os usuários da rede, que criaram hastags alternativas como #caiforaricardoteixeira e #foraoficial, atingindo novamente o topo dos Trending Topics do Brasil.

Apesar da repercussão, a CBF não comentou a crise no Twitter.

Essa não é a primeira vez que a moderação dos TTs acontece. No ano passado, a coordenação de campanha do PT entrou em contato com o Twitter para apurar uma suposta censura da hashtag oficial da campanha de Dilma Rousseff no microblog, a #dilma13.